Os protetores de telas ainda são bastante utilizados na atualidade, principalmente para economia de energia enquanto o computador está ocioso. Contudo, será que eles são realmente eficientes para esta tarefa?  Estaria você economizando energia ao deixar o seu computador com o screensaver ativado?

Desenvolvemos este artigo para discutir os principais impactos negativos do uso de protetores de tela nos computadores, dos pontos de vista ambiental e do consumo de energia. Para reforçar ainda mais as ideias discutidas aqui, algumas pesquisas científicas  também serão referenciadas neste artigo.

Qual a função de um protetor de tela?

Em primeiro lugar, o objetivo principal de um protetor de tela nunca foi economizar energia, mas sim evitar que o monitor fosse danificado. Os modelos CRT, principalmente os mais antigos, possuíam um grave problema chamado de “burn-in”, que consistia na perda de imagem do monitor depois de um certo tempo.

Isso acontecia principalmente pela emissão de fósforo dentro dos tubos CRT, fazendo com que o monitor perca    sua luminosidade com o uso. O mesmo padrão de fósforos enviados durante um tempo contínuo (quando a mesma tela é exibida por um período prolongado), pode resultar em um efeito fantasma no monitor, o qual não é recuperável.

Protetores de tela em LCDs e Plasmas

Os monitores LCD modernos trabalham com um mecanismo diferente na exibição de imagens, que por si só já é auto-preventivo contra o efeito de burn-in. Portanto, nesses modelos o uso de screensavers não é necessário.

Monitor LCD


Já os monitores de Plasma sofrem um pouco com o burn-in, em quantidades muito reduzidas comparadas com o CRT.  Entretanto, os fabricantes incorporam mecanismos de prevenção no próprio monitor.  Logo, não existe a necessidade do uso de protetores de telas, salvo a exceção de seu monitor não possuir tal mecanismo de proteção.

Em ambos os modelos citados acima, existe o fenômeno da retenção de imagens, que acontece quando o mesmo padrão é exibido constantemente por longos períodos. Contudo, a sua ação é temporária, ou seja, o próprio monitor se recupera automaticamente.

Protetores de tela economizam energia?
Economizam ou não?
 Com base nas informações discutidas anteriormente, protetores de tela são somente enfeites para os monitores atuais, principalmente para os baseados em LCD. Mas do ponto de vista da energia, vale a pena utilizá-los?

Sem delongas, a resposta é não. Os screensavers funcionam como programas comuns,  gastando a mesma energia do uso normal do computador. Se o screensaver possuir efeitos 3D poderosos, pode ocasionar um gasto de energia maior ainda, obrigando o processador a trabalhar com uma carga mais alta que a normal.

Casos reais do abandono de protetores de tela

Existem casos reais de grandes empresas que estão abandonando o uso de screensavers visando a economia de energia e preservação do meio ambiente, baseando-se em pesquisas recentemente divulgadas. Abaixo, vamos falar sobre alguns exemplos desse fenômeno.

Tesla


Tesla, o maior provedor de telefonia e Internet a cabo da Austrália, removeu completamente todos os screensavers de seus computadores que utilizavam o Windows XP, incluindo desktops e notebooks. Segunda a empresa,  a remoção dos protetores de tela irá resultar no corte de emissão anual de 646 toneladas de CO2, o que é equivalente a retirada de 140 carros das ruas australianas por um ano. Entretanto, nada foi falado a respeito do Windows Vista. Para conferir mais detalhes, acesse o seguinte link (em inglês).

Emissão de poluentes no ambiente


Nicholas G. Carr

Nicholas G. Carr é um polêmico escritor norte-americano, conhecido pelo lançamento de livros e artigos que questionam o monopólio de grandes empresas como a Microsoft, a Intel e o Google. Em um de seus ensaios,  "Kill all screensavers" (Mate todos protetores de tela), Nicholas afirmou que screensavers desperdiçam energia à toa.

Segundo Carr, um computador ocioso com screensaver ativado pode desperdiçar mais de 100 watts de energia, comparado com somente 10 watts no modo hibernar.  Uma pesquisa da universidade de New Hamsphire indicou que em uma organização com 5000 Pcs, rodando proteções de telas 20 horas por semana, são emitidos por ano 300 toneladas de dióxido de carbono,  2,6 toneladas de óxido de enxofre e 700 Kg de óxido de nitrogênio. Nicholas ainda afirma que, considerando 600 milhões de Pcs estejam em uso no mundo, os problemas relacionados com screensavers são ainda muito maiores.
 
Mas então, como economizar energia?

Existe uma maneira muito mais eficiente de economizar energia, a qual consiste em colocar o computador no modo hibernar, também conhecido como sleep ou standby. Neste método, não só o monitor é desligado, mas também demais elementos do computador, como o disco rígido. O processador trabalha com uma frequência baixa, o que permite uma grande economia de energia. Como foi citado acima, hibernar o PC custa somente 10 Watts de energia, dez vezes menos que com o screensaver ativado.  Para mais informações sobre o modo standby, acesse este link.

 

 

Cupons de desconto TecMundo: