Código da World Wide Web é leiloado como NFT por US$ 5,4 milhões

1 min de leitura
Imagem de: Código da World Wide Web é leiloado como NFT por US$ 5,4 milhões
Imagem: Sotheby's
Avatar do autor

O código original da World Wide Web (WWW), que é o padrão de navegação pela internet proposto pelo Sir Tim Berners-Lee em 1989, foi vendido em forma de um token não-fungível (NFT).

A autenticação de pertencimento do código foi leiloada pela Sotheby's por US$ 5,4 milhões, em uma disputa que terminou nesta quarta-feira (30). Quem arrematou o NFT agora tem direitos sobre uma gravação baseada em blockchain que mostra todas as linhas de código da World Wide Web — ou seja, não possui qualquer tipo de direitos em relação à estrutura da internet em si.

O NFT foi criado pelo próprio Berners-Lee, o que provavelmente tornou o item ainda mais valioso. O dinheiro será destinado para instituições de caridade que são apoiadas por Tim e sua esposa, Rosemary Leith.

Berners Lee.Tim Berners-Lee.Fonte:  Sotheby's 

Além das 9.555 linhas de código, que foram escritas entre 1990 e 1991, há uma versão animada de 30 minutos do processo, um pôster digital em SVG com todos os arquivos originais em Python e uma carta escrita pelo próprio programador.

Outro arquivo considerado histórico da internet também já rendeu milhões como NFT: o primeiro conteúdo postado no Twitter, de autoria do CEO e cofundador Jack Dorsey, foi leiloado por US$ 2,5 milhões.

Código da World Wide Web é leiloado como NFT por US$ 5,4 milhões