Como o aumento da taxa Selic pode impactar no preço dos celulares

2 min de leitura
Imagem de: Como o aumento da taxa Selic pode impactar no preço dos celulares
Imagem: Pixabay
Avatar do autor

O Banco Central (BC), através do Comitê de Política Monetária (Copom), anunciou no início da noite desta quarta-feira (17) um aumento de 0,75 ponto percentual na taxa Selic. A decisão, que marcou o primeiro aumento nos últimos 6 anos, elevou a taxa básica de juros ao patamar de 2,75%. A nova Selic tem potencial para impactar o dólar aqui no Brasil e, consequentemente, estabilizar preço dos celulares e outros eletrônicos para o consumidor final.

Grande parte do mercado financeiro recebeu a notícia com surpresa, já que esperava-se um aumento de 0,5 ponto percentual. De acordo com o Banco Central, a alta é um estímulo para “reduzir a probabilidade de não cumprimento da meta de inflação deste ano”.

A inflação, que é o movimento cujo principal reflexo está no aumento dos preços de alimentos, por exemplo, vinha registrando alta principalmente por causa da crise econômica causada pela pandemia do coronavírus.

DinheiroO aumento da Selic representa um custo maior para emprestar dinheiro

Renan Schaefer, analista de investimentos, especialista em assessoria financeira e diretor-executivo da ABFintechs, explica que a decisão também afetará o dólar. “A partir de agora, precisamos ver como a decisão refletirá no mercado, mas é possível apostar em uma estabilização do câmbio”, diz ao TecMundo.

Impacto no setor de tecnologia

Assim como vários outros setores da economia, os produtos eletrônicos são impactados diretamente pela flutuação do dólar. Mais recentemente, nós explicamos, por exemplo, o que tem acontecido com o preço das placas de vídeo. Com a justificativa de manter o mercado abastecido, uma loja brasileira chegou a subir o valor da RTX 3080 cerca de 70% em apenas um dia.

Renan argumenta que a provável estabilização do dólar pode gerar benefícios a curto prazo. “A decisão de aumentar a taxa Selic também ‘estanca’, de certa forma, a saída de capital estrangeiro do país. Isso reflete em um câmbio um pouco mais controlado e, consequentemente, produtos importados um pouco mais competitivos, já que a maioria deles vem da China ou EUA".

iPhone Além dos produtos, o Brasil importa peças pagando em dólar

O especialista alerta, contudo, que esse não é o momento de euforia, principalmente se considermarmos que os valores já estão altos e "estabilização" não significa "queda". Para que eletrônicos como smartphones, videogames e GPUs fiquem mais baratos para os brasileiros, ainda é necessário um grande movimento econômico. Ele lembra que todos esses itens são afetados também pelo “fator Brasil”, que é representado pelos altos impostos.

“A economia é complexa, então, uma nova medida tomada pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, também acaba refletindo por aqui, por exemplo. Por isso precisamos esperar ainda as próximas medidas do Banco Central, já que qualquer ajuste do patamar do câmbio por agora será bastante momentâneo”, finaliza.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.
Como o aumento da taxa Selic pode impactar no preço dos celulares