Retrospectiva 2020: as notícias mais lidas do ano no TecMundo

4 min de leitura
Imagem de: Retrospectiva 2020: as notícias mais lidas do ano no TecMundo
Imagem: Pixabay
Avatar do autor

Não tem jeito: em 2020, a pandemia de covid-19 dominou o noticiário — inclusive o de tecnologia, com novidades a respeito da detecção da doença, formas de rastreio de infectados e desenvolvimento de vacinas. Mesmo assim, a indústria continuou a todo vapor em termos de lançamentos e inovação nacional e internacional; carros elétricos, cibersegurança, mudanças no mercado global de smartphones e política foram temas quentes nos últimos 12 meses.

O TecMundo selecionou as matérias mais lidas de cada mês de 2020. Essa é uma boa forma não só de fazer uma retrospectiva do que foi popular no ano mas também de se informar caso tenha deixado passar alguma novidade.

O mapa da pandemia.O mapa da pandemia.Fonte:  TecMundo 

No primeiro mês de 2020, o assunto já era a variante 2019-nCoV do coronavírus, que causa a doença conhecida como covid-19. A população dos Estados Unidos e dos Brasil ainda não era tão afetada, mas o vírus já mostrava sinais de espalhamento. A notícia mais lida do período envolveu um mapa que mostra em tempo real os locais mais contaminados, além do número de mortes e de recuperações. O conteúdo foi organizado pelo Center for Systems Science and Engineering com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).

O ministro Marcos Pontes.Ministro Marcos Pontes.Fonte:  Agência Brasil 

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, iniciou em fevereiro de 2020 negociações em estágios bastante iniciais com a montadora Tesla, chefiada por Elon Musk. O objetivo era trazer a empresa para o Brasil com a inauguração de uma fábrica de carros elétricos em Santa Catarina. A conversa não gerou frutos e o assunto não foi mais tratado ao longo do ano.

O modelo matemático.Modelo matemático.Fonte:  UFRN 

Em março, a pandemia no Brasil gerou as primeiras medidas de isolamento social, fechamento de comércio e pesquisas acadêmicas. A matéria mais lida exibiu um estudo feito por um professor e pesquisador da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) com um doutor da Universidade Estadual do Novo México. O modelo matemático gerado cita até 2 milhões de mortes no Brasil no pior cenário previsto, caso absolutamente nenhuma medida de prevenção, proteção e tratamento fosse aplicada. Não era uma previsão, e sim uma forma de mostrar o quanto a doença era perigosa.

Caixa TEM.CAIXA Tem.Fonte:  Caixa 

Os efeitos da pandemia no Brasil já eram sentidos no bolso da população em abril, por isso parte dos cidadãos que atendiam a determinadas condições do governo passou a depender do Auxílio Emergencial, que foi pago a partir de um sistema da Caixa Econômica Federal a cada mês. Os primeiros detalhes do app, que mais tarde foi chamado de CAIXA Tem, surgiram nesta notícia.

O Starlink cruzando os EUA.Starlink cruzando os EUA.Fonte:  Forest Katsch/Unsplash 

A rede de satélites Starlink, projeto de outra empresa de Musk, a SpaceX, cruzou o céu brasileiro em maio. Os pontos luminosos deixaram muita gente curiosa, serviram de distração ao menos por uma noite e foram registrados por várias pessoas no país.

Jair Bolsonaro.Jair Bolsonaro.Fonte:  Marcelo Camargo/Agência Brasil 

A célula brasileira do grupo Anonymous começou em junho um vazamento sistemático de informações pessoais de integrantes do Governo Bolsonaro, incluindo ministros e filhos do presidente. O perfil foi retirado do ar no Twitter pouco tempo depois.

Fábio Porchat e Gregório Duvivier.Fábio Porchat e Gregório Duvivier.Fonte:  Netflix 

O polêmico especial de Natal da produtora Porta dos Fundos foi lançado em dezembro de 2019, mas ainda gerava manchetes neste ano. Em julho, a igreja Templo Planeta do Senhor abandonou um processo contra o grupo ao pedir uma indenização bilionária para a Netflix — e saiu perdendo, já que teve de arcar com todos os custos da ação.

O Neuralink em funcionamento.Neuralink em funcionamento.Fonte:  Cnet 

Novamente, Musk foi manchete. Desta vez, o motivo foi seu empreendimento ousado conhecido como Neuralink, que foi demonstrado na prática pela primeira vez. Na ocasião, ele usou um porco para explicar como o chip funcionaria como um sensor no cérebro humano.

A privatização dos Correios pode acontecer em 2021.Privatização dos Correios pode acontecer em 2021.Fonte:  Correios 

O processo de privatização do setor de postagem e entregas dos Correios avançou no governo, mas não chegou a ser concretizado em 2020. Algumas empresas privadas surgiram como favoritas em meio a especulações de aquisição, incluindo Amazon, Alibaba e até Mercado Livre.

Xiaomi Mi 10.Xiaomi Mi 10.Fonte:  Xiaomi 

A fabricante Xiaomi ultrapassou a Apple no terceiro trimestre de 2020 e virou a terceira maior fabricante de celulares do mundo. O atraso no lançamento do iPhone 12 pode ter contribuído para isso, mas a chinesa não deve facilitar a retomada de posição da Maçã no ranking.

O papa Francisco.Papa Francisco.Fonte:  Wikimedia Commons 

O papa mostrou preocupação em relação a assuntos de tecnologia, incluindo inteligência artificial e robótica. No geral, ele reconheceu a importância desses avanços e aconselhou que eles sejam "orientados para o respeito à dignidade da pessoa".

Google Drive.Google Drive.Fonte:  Google 

A gigante modificou as regras de armazenamento na nuvem de seus serviços, com alterações passando a valer em junho de 2021. Muita gente terá de pagar pelo serviço caso guarde grande quantidade de arquivos no Google Drive.

Retrospectiva 2020: as notícias mais lidas do ano no TecMundo