Pornhub limita uploads após denúncia de vídeos de estupros

1 min de leitura
Imagem de: Pornhub limita uploads após denúncia de vídeos de estupros
Avatar do autor

Nesta quarta-feira (9), o Pornhub publicou uma nota sobre as alterações na política de envios de conteúdos na plataforma. Em destaque, o site pornô aceitará apenas materiais produzidos por usuários verificados e por membros do Model Program.

A mudança ocorre dias após o New York Times publicar um artigo sobre os danos causados por vídeos não consensuais publicados na página. Segundo a matéria do jornal norte-americano, grande parte envolve a presença de meninas menores de idade, configurando estupro.

Após o artigo, Pornhub virou alvo de diversas investigações.Após o artigo, Pornhub virou alvo de diversas investigações.Fonte:  The Sun/Reprodução 

Além das restrições sobre o conteúdo publicado na plataforma, o Pornhub bloqueou a opção para realizar download gratuito dos vídeos. No caso, a medida também é uma resposta às recentes denúncias.

De acordo com o jornal, mesmo que os materiais fossem removidos da plataforma, as cópias baixadas continuavam a circular em outros sites de conteúdo adulto. Isso gerou consequências pessoais graves para as vítimas dos vídeos não consensuais.

Por fim, o Pornhub anunciou a criação de uma equipe de moderação. Assim, o objetivo será “remover proativamente conteúdos com possíveis violações enviados anteriormente e identificar quaisquer falhas no processo”.

Visa e Mastercard estudam encerrar parceria com o site pornô.Visa e Mastercard estudam encerrar parceria com o site pornô.Fonte:  Getty Images/Reprodução 

Ameaça de fim de parcerias

As mudanças realizadas pelo Pornhub são muito significativas, visto que a plataforma ganhou popularidade através de materiais enviados por amadores. No entanto, o site pornô já enfrenta diversos problemas por conta do recente artigo.

Diante das informações reveladas e a pressão do público, diversas empresas estudam encerrar a parceria com a página. Entre elas, estão as grandes companhias de pagamento como a Visa e a Mastercard.

“Instituições como a Visa e a Mastercard, que têm parceria com o Pornhub, também estão lucrando com o estupro de menores de idade”, disse Dawn Hawkins, vice-presidente sênior do Centro Nacional de Exploração Sexual, ao portal The Verge.

Pornhub limita uploads após denúncia de vídeos de estupros