Twitter renova políticas contra fake news para eleições dos EUA

1 min de leitura
Imagem de: Twitter renova políticas contra fake news para eleições dos EUA
Imagem: VisualHunt
Avatar do autor

Em uma ação preventiva, o Twitter está atualizando suas políticas relacionadas a publicação de conteúdo relacionado ao processo eleitoral dos Estados Unidos. As medidas tentam conter possíveis interferências de publicações de civis e candidatos nas eleições, sujeitando tweets falsos a remoções sem aviso prévio.

Publicado no blog oficial da companhia, o Twitter reconhece sua importância para a política e os possíveis impactos e desdobramentos que tweets podem ocasionar. Sendo assim, a rede social tenta incentivar maiores reflexões antes da publicação de um tweet e tenta engajar o público no processo eleitoral em publicações relacionadas ao tópico.

Informação enganosa terão alcance limitado e serão acompanhadas por links de pesquisa.Informação enganosa terão alcance limitado e serão acompanhadas por links de pesquisa.Fonte:  Twitter/Reprodução 

A atualização está contida na Política de Integridade Cívica, onde endereçam a forma que lidam com informações enganosas relacionadas a esses eventos. Das novidades, são descritas as seguintes normas:

  • Pessoas do Twitter, incluindo candidatos a cargos públicos, não poderão declarar vitória antes que autoridades competentes ou pelo menos duas veículos de imprensa de abrangência nacional e com reconhecida credibilidade (e tenham feito apurações independentes) anunciem o resultado das eleições.
  • Tweets que promovem interferências no processo eleitoral ou na apresentação dos resultados, seja incitando violência, desqualificando as transmissões ou outros métodos, estarão sujeitos a remoção.

Controle sobre proliferação de fake news

O Twitter afirma que já é capaz de anexar avisos de fake news em publicações que divulguem conteúdo enganoso. Em uma nova medida para conter o compartilhamento dessas informações, a rede social apresentará uma tela de pesquisa rápida, para que o usuário entenda melhor o conteúdo da publicação antes de compartilhá-la.

a  Twitter/Reprodução 

Esses tweets com informação falsa já são contidos pelo algoritmo da rede social, onde tem visibilidade reduzida quando comparado a publicações normais. Contudo, mesmo se a publicação chegar a algum usuário, ele não poderá compartilhar rapidamente.

Ademais, o Twitter adicionará novos alertas e restrições a tweets de figuras públicas (incluindo candidatos) que tenham recebido avisos de informação enganosa. A medida será aplicada a contas baseadas nos Estados Unidos, que contam com mais de 100 mil seguidores ou que tenham tweets com engajamento significativo.

Essas publicações caracterizadas como “Informação falsa” não serão sugeridas pelo algoritmo e não poderão receber comentários, comente Retweets, Retweets com comentários ou curtidas.

Fontes

Twitter renova políticas contra fake news para eleições dos EUA