(Fonte da imagem: Reprodução/mundodastribos)

De acordo com uma pesquisa realizada no Reino Unido, 49% das crianças com até 12 anos se sentem tristes quando não estão conectadas à internet, e uma em cada cinco se sente solitária.

O estudo, realizado pela empresa Intersperience a pedido do projeto Digital Futures, entrevistou mil crianças e adolescentes entre 8o e 16 anos para determinar o impacto que a internet tem na vida desse público.

A influência seria ainda maior entre os entrevistados de 12 a 16 anos, sendo que 60% afirmaram que se sentiriam tristes sem conexão, enquanto que 48% disseram que se sentiriam solitários.

“O fato de que as crianças têm um forte apego emocional com a internet geralmente é encarado como algo negativo, quando na verdade é algo perfeitamente natural em uma geração que socializa online. Seria o equivalente a tirar o telefone de pessoas mais velhas, que por sua vez também se sentiriam solitárias”, afirmou Paul Hudson, CEO da empresa Intersperience.

A pesquisa também identificou que os adolescentes são os principais usuários de dispositivos móveis no Reino Unido e que crianças de dois anos de idade dominam os iPads familiares. Além disso, crianças com menos de 12 anos surpreenderam como sendo “usuários sofisticados”, pois 74% deles jogam online, 65% usam a web para trabalhos escolares e muitos a utilizam para comparar preços e buscar produtos.

De acordo com o estudo, em comparação aos resultados da pesquisa realizada com adultos, os pequenos demonstraram que realizam mais atividades online diárias que os mais crescidos. Contudo, apesar de toda essa preocupação com o seu apego emocional pela internet, a criançada prefere mesmo conversar com os amiguinhos pessoalmente.

Cupons de desconto TecMundo: