A ICANN comemora a revolução. (Fonte da imagem: Roslan Rahman/France-Presse )
A ICANN, uma agência independente que cuida dos registros de nomes e números na internet, revelou que a internet está prestes a ser revolucionada. Isso porque a companhia já está aceitando pedidos de mudanças de nome para endereços online. Mas não pense que estamos falando de uma simples migração: com o novo sistema, os nomes são muito mais personalizáveis.

Basicamente, os padrões atuais, como “.com” e “.net”, assim como os utilizados para identificar cada país, como “.br” e “.us”, devem ser deixados de lado por muitas grandes empresas. Com a nova solução da ICANN, as empresas podem obter uma “terminação” ou “sufixo” no nome de seu site, seja algo relacionado à marca, como “.baixaki” ou “.cocacola”, ou a um determinado produto, como “.xbox360” ou “.ipad”.

Trocar de nome, entretanto, não será nada barato: US$ 185 mil para a mudança e US$ 25 mil anuais para manutenção. Segundo a companhia, a ampliação foi necessária para atender ao gigantesco número de internautas na atualidade, que somam mais de 2 bilhões de pessoas no mundo.

Hoje, a internet conta com o sistema de padrões IPv4, que possibilita que até 4 bilhões de endereços existam no mundo virtual. Com o novo padrão, o IPv6, teremos cerca de 340 undecilhões de endereços (isso é 340 vezes o número 10^36).

Cupons de desconto TecMundo: