Mulher abusada pede ajuda no Google Maps e é salva em MG

1 min de leitura
Imagem de: Mulher abusada pede ajuda no Google Maps e é salva em MG
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

A criatividade é a mãe da invenção e, graças à tecnologia, essa máxima tem salvado mulheres abusadas. Foi o caso de uma mulher em Juiz de Fora (MG), que pediu ajuda na página da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher no Google Maps na noite do último dia 28. O marido acabou preso.

Segundo a delegada Ângela Fellet, “ele não deixou que ela dormisse dentro de casa. A mulher ia passar a noite sentada em um banquinho, do lado de fora, sob as vistas dele”.  Em um momento de distração, a mulher acessou o Google Maps e, dentro da página da Delegacia da Mulher, na seção “Perguntas da Comunidade”, pediu ajuda para sair de casa.

Mulher pediu ajuda na seção de perguntas da comunidade, dentro do aplicativo. (Fonte: Google Maps/Reprodução)

Dois anos de abuso e violência

Assim que percebeu que ela havia acessado a internet, o marido jogou o celular na água, mas era tarde demais: na manhã seguinte, policiais da delegacia especializada foram ao local, onde prenderam o homem em flagrante por cárcere privado. A mulher, em depoimento, disse que vivia há dois anos sob abuso físico e psicológico. O casal tem um filho de um ano (ela é mãe de uma filha de um relacionamento anterior).

"A mulher sempre sai da casa de 15 em 15 dias para fazer faxina, mas só podia ir se a menina fosse junto. Mesmo assim, ele impôs um horário tanto para sair como para voltar para casa e ainda a seguia, como forma de controle. Ou ela acatava as ordens ou era ameaçada de agressão e até morte”, disse a delegada.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Mulher abusada pede ajuda no Google Maps e é salva em MG