Popcorn Time: liminar falsa causou a suspensão do site

1 min de leitura
Imagem de: Popcorn Time: liminar falsa causou a suspensão do site
Avatar do autor

Recentemente, o site de filmesséries Popcorn Time teve um dos seus domínios suspensos por conta de uma decisão da justiça norte-americana. Algo que seria normal, se não fosse um detalhe: o documento era falso.

Uma liminar em nome da Motion Picture Association (MPA) foi enviada à empresa 101domain solicitando a suspensão do domínio PopCornTime.sh. No caso, o processo foi supostamente assinado por um juiz do Distrito de Colúmbia, nos Estados Unidos.

Veja tambémPirataria: dono de site sobre Popcorn Time foi preso na Dinamarca

Entretanto, o site norte-americano Torrent Freak descobriu a farsa. Isso porque, semanas antes, a página recebeu o mesmo documento de uma fonte anônima sugerindo uma nota sobre a suspensão. Então, após uma apuração do material, eles constataram diversas informações erradas no processo.

Imagem do documento falso enviado ao site Torrent Freak. (Fonte: Torrent Freak/Reprodução)

Um detalhe que chamou atenção foram as datas do documento. Por exemplo, o carimbo do juiz indica que a liminar foi arquivada em maio de 2019, enquanto o cabeçalho mostra que isso aconteceu em novembro de 2019. Por fim, o número do processo original referia-se a uma ação movida pela Microsoft.

Ou seja, a liminar enviada ao 101domain foi modificada com a intenção de tirar o domínio do Popcorn Time do ar. Portanto, alguém mal-intencionado alterou diversos detalhes do antigo documento e enviou para empresa responsável pelos domínios.

Popcorn Time se popularizou ao disponibilizar filmes e séries online. (Fonte: IWF1/Reprodução)

Caso resolvido… ou quase isso

Depois de confirmar as informações com a justiça norte-americana, o 101domain retirou a suspensão do domínio do Popcorn Time. Contudo, a história ainda estava longe de acabar.

Para não ficar fora do ar, o site migrou para o domínio para Popcorntime.app, registrado pela 1API. Curiosamente, a empresa de hospedagem recebeu outra “liminar” com conteúdo similar. O documento teria sido enviado por um funcionário da MPA em um e-mail de tom bastante informal.

Outra vez, após uma apuração, foi constatado que o processo era falso. No entanto, surge um novo mistério: quem está criando esses documentos para prejudicar o Popcorn Time?

Leia tambémIPTV, torrents e processos: como a pirataria marcou a década

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Popcorn Time: liminar falsa causou a suspensão do site