Facebook irá lançar serviço de streaming de vídeo nos EUA

2 min de leitura
Imagem de: Facebook irá lançar serviço de streaming de vídeo nos EUA
Avatar do autor

O Facebook deve lançar em breve um serviço de assinatura de streaming de vídeos para seus usuários. Por enquanto, o recurso está em fase de testes no Estados Unidos e integra conteúdos dos seguintes parceiros: BBC e BritBox (ambos da ITV), Dropout (do CollegeHumor), MotorTrend App e Tastemade Plus. A companhia ainda pretende ampliar esse grupo, no entanto não revela quais empresas poderiam ser adicionadas futuramente.

Em 2018, o Facebook chegou a oferecer a solução a grandes canais, como a HBO e Showtime, mas parece não ter chegado a um acordo concreto. Gigantes do streaming, como Netflix e Amazon, também não foram incluídas na versão de teste.

De início, parece que a rede social tem como objetivo servir apenas como um agregador e revendedor de pacotes VoD (video on demand), e não como plataforma de criação e venda de conteúdo próprio. Exemplo disso é que o pagamento de assinaturas deve ser processado em nome das empresas parceiras. Contudo, ainda não está evidente quanto o Facebook ganhará com essa solução.

Facebook passará a oferecer assinatura premium para conteúdo de parceiros. (Fonte: Unsplash)

Manutenção de usuários

A solução criada pela companhia deve servir como mecanismo para manutenção de usuários na rede social. Com isso, ela aproveitaria seus recursos para criar grandes comunidades de fãs e agir como gerador de engajamento de conteúdo desses parceiros.

Isso significa que os assinantes poderiam participar de grupos de discussão para debater episódios e vê-los enquanto conversam com outros membros e amigos. O serviço premium estará disponível nas próximas semanas somente nos Estados Unidos, e não há previsão de sua chegada a outros países.

Apple investe em streaming de música loseness

Por falar em lançamentos de streaming, a Apple também anunciou nesta semana que passará a oferecer um novo catálogo de músicas de qualidade sonora premium. O serviço foi apelidado como “Apple Digital Masters” e combina todas as alternativas do “Mastered for iTunes” em um única oferta global.

Esse último recurso da Apple existe desde 2012 e foi criado para que engenheiros de som pudessem otimizar a sonoridade de suas músicas para o streaming, ao codificá-las a partir de gravações-mestres. Logo essas canções não passariam por compressão de dados e teriam qualidade mais elevada e muito próxima daquela produzida em estúdio.

Apple lança coleção de música Hi-Fi de maneira global em seu serviço de streaming. (Fonte: Unsplash)

Por apresentar pouca ou nenhuma perda de qualidade, esse tipo de versão é chamado de “loseness” (“sem perda”, em tradução do inglês para português).

Até então, as músicas loseness ficavam restritas à seção “Mastered for iTunes” do app, mas agora devem fazer parte do catálogo geral da plataforma. Em entrevista à BillBoard, a companhia revelou que a maioria dos lançamentos da Apple Music já é disponibilizada na versão de alta fidelidade. Isso incluiria cerca de 75% dos maiores lançamentos dos Estados Unidos e 71% dos lançamentos gerais criados dentro do próprio programa.

O tratamento “Apple Digital Masters” já aparece nas versões mais recentes do app. Para conferi-lo, basta clicar com o botão direito sobre alguma música e observar os dados de arquivo.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Facebook irá lançar serviço de streaming de vídeo nos EUA