Imagem de: Universidade britânica quer prevenir suicídios observando redes sociais

Universidade britânica quer prevenir suicídios observando redes sociais

1 min de leitura
Avatar do autor

O que você publica na internet pode dizer muito sobre você, inclusive sobre o estado da sua saúde mental. É nisso que acredita a Universidade de Northumbria, do Reino Unido, responsável por um novo projeto que visa identificar sinais de depressão por meio das postagens dos estudantes nas redes sociais. O intuito é intervir quando necessário para evitar tentativas de suicídio.

Batizado de Early Alert Tool (Ferramenta de Alerta Antecipado, em tradução livre), o programa parte justamente da premissa de que o suicídio é precedido de sinais que podem ser detectados no momento em que se manifestam, quando os estudantes estão em crise. A ideia é que, quando esses indícios de crise forem identificados pela ferramenta, o aluno receba a ajuda necessária.

Análise de comportamento virtual

Segundo o anúncio do projeto, atualmente a universidade já analisa o perfil dos estudantes para apontar possíveis problemas de saúde mental a partir de dados como padrão de notas, presença em palestras, uso da biblioteca e frequência com que entram em ambientes virtuais de aprendizado. Com a nova ferramenta, pesquisadores poderão testar dados adicionais, ajudando de forma mais eficiente aos estudantes com dificuldade.

Segundo Nicola Dandridge, diretora-executiva do Office for Students, que financia o projeto, tomar ações preventivas para promover uma boa saúde mental é fundamental, algo considerado como prioridade entre os estudantes. "Universidades e faculdades estão respondendo ao problema, mas, em um muitos casos, estudantes têm a experiência do ensino superior arruinada por problemas de saúde mental. Para muitos desses deles, há muito mais que podemos fazer", disse.

Esta não é a primeira vez que uma ferramenta é criada para identificação antecipada de sinais de suicídio. O próprio Facebook já havia desenvolvido uma inteligência artificial capaz de identificar padrões de comportamento de pessoas passando por momentos de dificuldade, além de dar aos usuários a possibilidade de enviar uma notificação oferecendo ajuda quando um amigo faz uma postagem que indique tendência ao suicídio.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Universidade britânica quer prevenir suicídios observando redes sociais