A Catedral de Notre-Dame, situada em Paris, foi destruída em um incêndio de causas ainda desconhecidas ontem (15). O acontecimento gerou mensagens de solidariedade no mundo inteiro tanto pela importância histórica do edifício – com 856 anos, um dos mais icônicos exemplos da arquitetura gótica medieval – quanto pelo lado religioso, sendo um dos grandes símbolos do cristianismo não apenas na França, mas na Europa como um todo.

Tocado pela destruição desse marco histórico, considerado pela Unesco como Patrimônio da Mundial da Humanidade, o CEO da Apple Tim Cook foi ao Twitter para expressar suas condolências ao povo francês e dizer que sua empresa vai realizar doações para ajudar na reconstrução da catedral.

“Estamos arrasados pelo que ocorreu com o povo francês e todo o mundo, para quem Notre-Dame é um símbolo de esperança. Ainda bem que todos estão seguros. A Apple vai fazer doações para os esforços de reconstrução, a fim de ajudar a restaurar a herança preciosa de Notre-Dame para as gerações futuras”, disse o CEO em sua conta oficial na rede social. No entanto, ele não revelou qual quantia a Apple pretende fornecer para a reconstrução do monumento.

Segundo informou a BBC, centenas de milhões de euros já foram prometidos de diversas fontes para o restauro da catedral. O governo francês se comprometeu a reconstruir a igreja, visto que, além de ser um ponto de referência para católicos do mundo todo, é um dos pontos turísticos mais visitados da França.

Até o momento desta publicação, ainda não foram apurados todos os danos causados pelo incêndio nem a origem do fogo que devastou grande parte da catedral.

Cupons de desconto TecMundo: