Imagem de: YouTube domina, sozinho, quase 40% de todo o tráfego mobile da web

YouTube domina, sozinho, quase 40% de todo o tráfego mobile da web

1 min de leitura
Avatar do autor

O YouTube é um dos sites mais acessados do mundo e isso não é novidade, mas talvez você não fizesse ideia das dimensões alcançadas pela plataforma de vídeos da Google. Um estudo divulgado nesta semana joga luz sobre o tema ao afirmar que, sozinho, o YouTube é responsável por 37% do tráfego mobile de internet no mundo.

O número não é só absurdo por sim, mas também quando comparado com alguns dos principais serviços da internet na atualidade. O Facebook e seus 2,3 bilhões de usuários, por exemplo, geram apenas 8,4% do tráfego em dispositivos móveis — o segundo maior do mundo. O Snapchat (!) fecha o pódio com 8,3%.

Isso faz com que o tráfego do YouTube seja mais de quatro vezes maior em celulares e tablets do que os seus dois adversários mais bem posicionados nesse ranking. E a diferença é ainda maior quando se olha para outros serviços, como Instagram (5,7%), WhatsApp (3,7%) e Netflix (2,4%).

Um mundo cada vez mais móvel

Lógico que estamos falando aqui apenas do tráfego por dispositivos móveis, mas dados do Statista ajudam a mostrar como esse desempenho do YouTube é gigantesco: segundo a plataforma de dados, 52,2% de todo o tráfego de páginas de internet do mundo em 2018 tem como origem um dispositivo móvel.

Isso tudo também explica os esforços da Google em tornar o seu produto cada vez mais amigável para quem acessa a partir do celular, como o player de vídeo com formato dinâmico e vídeos rodando direto da home. Enfim, o mundo está cada vez mais móvel e o YouTube também.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
YouTube domina, sozinho, quase 40% de todo o tráfego mobile da web