Sabemos muito bem que devemos ser especialmente atenciosos com propagandas de produtos ou serviços, pois é possível que haja alguma informação que sirva para ludibriar as pessoas. Acontece bastante no mundo da tecnologia, especialmente com a quantidade de serviços que nos são oferecidos, como telefonia móvel, TV a cabo, serviços de streaming e muito mais.

Quem caiu no desgosto da publicação de tecnologia The Verge foi a operadora Claro, com seu logotipo para o serviço de internet móvel 4.5G. O problema foi apontado no Twitter pelo perfil de Gustavo R. Santos, que mostrou como a Claro dá destaque para a parte do 5G e deixa o número 4 bem menor no símbolo, induzindo as pessoas a enxergarem apenas o 5G, que é a tecnologia de internet móvel que deve chegar ainda esse anos nos smartphones, mas que ainda está longe de ser uma realidade.

Não é só a Claro que adota a prática – na thread formada pela postagem de Gustavo Santos há outros exemplos de operadoras que fazem a mesma coisa ou pior: dão destaque para o 5G e deixam o 4 quase imperceptível. A AT&T, uma das maiores operadoras de telefonia móvel dos Estados Unidos, faz algo parecido, oferecendo uma rede LTE avançada – assim como a Claro – e chamando ela de “5G E”, ou 5G Evolution.

Realmente essa tecnologia de LTE avançada pode ser chamada de “4.5G”, pois é algo que vai além do 4G “normal”, com suporte para 4x4 MIMO, 256 QAM e tecnologia de agregação de operadoras, mas está longe de ser o tão aguardado 5G que ainda não chegou massivamente para os usuários, muito menos no Brasil. O logotipo usado pela Claro é apenas uma maneira de trazer novos clientes que buscam uma internet melhor – mas que obviamente não vão obter aquilo que acaba parecendo na publicidade.