De acordo um novo estudo realizado pela OpenSignal, usuários de smartphones em 33 países já conseguem navegar na internet com mais velocidade em redes móveis (3G e 4G) do que em conexões WiFi, provenientes de banda larga fixa.

Isso já acontece em países como Austrália, Bolívia, Egito, Equador, Colômbia México e até França. Nesses países, as redes móveis conseguiram se desenvolver melhor e mais rápido do que foi registrado em conexões fixas.

opensignal(fonte: OpenSignal)

Grande parte dos países na lista são nações que demoraram a trazer conexão cabeada de alta velocidade para grande parte os usuários, incentivando indiretamente a concorrência com as redes móveis. Com a ampliação da cobertura do 4G no mundo e a chegada do 5G, mais países devem entrar nessa lista.

Fazendo um recorte do estudo da OpenSignal, é possível perceber que, em 64% dos países pesquisados, o 4G já é mais rápido que as conexões WiFi para smartphones vindas da banda larga fixa.

Em outras palavras, quando as redes móveis de quinta geração começarem a ocupar o espaço do 4G e, esse, consequentemente, se tornar a segunda tecnologia mais usada — tirando o 3G da jogada —, deve haver uma grande mudança na lista de nações em que a internet é mais rápida em redes móveis.

opensignal(fonte: OpenSignal)

O Brasil, por sua vez, continua registrando maior velocidade no WiFi de redes fixas do que nas redes móveis. Podemos atribuir isso ao fato de o 3G ainda ser muito importante no interior do país e de as redes cabeadas de alta velocidade terem sido minimamente popularizadas nos grandes centros urbanos.