Em um discurso feito durante uma transmissão da BBC no Reino Unido, o príncipe William criticou a postura permissiva das redes sociais quanto à disseminação de informações falsas em suas plataformas. Segundo ele, seus executivos e gerentes permitiram “que a desinformação e a conspiração poluíssem a esfera pública”.

Parecem incapazes de discutir de forma construtiva os problemas sociais que eles estão criando

William também criticou o fato de os representantes dessas redes sociais muitas vezes se negarem a assumir responsabilidade ou consequências pela forma como tocam seus negócios. “A visão que têm sobre eles mesmos é tão ligada ao poder positivo para o bem que parecem incapazes de discutir de forma construtiva os problemas sociais que eles estão criando”, argumentou.

Apesar disso, o monarca reconheceu que as redes sociais de fato conseguiram conectar pessoas no mundo de maneira muito rápida, transformando a internet em algo que as pessoas de fato desejam usar. Mesmo assim, ele vê um lado negativo nisso tudo.

“As ferramentas que usamos para parabenizar uns aos outros em nossas conquistas podem também ser usadas para banalizar o discurso de ódio. Os sites que usamos para nos manter conectados podem, para alguns, criar profunda sensação de solidão e inadequação. Empresas de redes sociais fizeram mais para conectar o mundo do que já foi visto em toda a história humana. Certamente eles podem se conectar e conversar sobre formas inteligentes de lidar com as consequências de tudo isso”, completou William.

Cupons de desconto TecMundo: