A Netflix fez mudanças na sua política de lançamento de filmes e vai passar a exibir algumas produções nos cinemas, em estreias limitadas, antes que elas sejam disponibilizadas para todos os assinantes do serviço de streaming. Com a mudança, a empresa quer garantir que suas próximas produções possam concorrer às principais categorias do Oscar.

Desde que começou a produzir filmes com potencial de concorrer aos principais prêmios da indústria cinematográfica, a Netflix mantinha a posição de priorizar o lançamento no streaming, o que causou alguns conflitos com veteranos do setor. O diretor Steven Spielberg chegou a dizer que os filmes da empresa não mereciam o Oscar e o Festival de Cannes rejeitou as produções em mostras competitivas.

O primeiro filme da Netflix a estrear nesse novo modelo será “The Ballad of Buster Scruggs”. Escrito, dirigido e produzido pelos irmãos Coen, ele será lançado em 8 de novembro em salas nas cidades de Nova York, Los Angeles, São Francisco e Londres. Para quem é assinante do serviço, ele será disponibilizado oito dias depois.

FilmeCena de “Roma”, dirigido por Alfonso Cuarón

Esquema parecido será adotado por “Roma”, dirigido por Alfonso Cuarón, com a diferença que ele também será exibido no México, país de origem do diretor, e será exclusivo dos cinemas por mais tempo. “Roma” pode ter sido um dos principais motivadores da mudança, já que a produção de Cuarón já é considerada uma forte candidata para concorrer ao Oscar de Melhor Filme. Ele estreia dia 21 de novembro e chega ao streaming em 14 de dezembro.

Por último, o horror “Bird Box”, da diretora Susanne Bier chegará aos cinemas em 13 de dezembro e estará disponível na Netflix a partir de 21 de dezembro. Esses foram os únicos casos anunciados até o momento, mas outras grandes produções originais da empresa devem receber o mesmo tratamento. Um exemplo provável é “The Irishman”. Dirigido por Martin Scorsese e com Robert De Niro e Al Pacino no elenco, o filme tem previsão de lançamento para o próximo ano.