O YouTube é, hoje, o segundo serviço de busca mais usado em todos os Estados Unidos, perdendo apenas para o Google. Visando aproveitar esse campo extremamente fértil para a publicidade, a Gigante da Web anunciou  durante o Advertising Week, em Nova York, medidas que tornarão a publicidade na plataforma de vídeos mais específica, contextualizada e direcionada.

Parte desses esforços inclui o lançamento de “extensões de publicidade para vídeo”, revela a CNBC. Tal recurso exibirá anúncios com base no conteúdo do vídeo consumido, indicando ingressos para uma sessão de cinema quando o usuário vê uma crítica de um filme ou o anúncio de um jogo quando ele assiste a um gameplay, por exemplo.

Monitoramento

Outro anúncio feito pela Google envolve a análise de informações sobre o sucesso de uma campanha publicitária no YouTube. O monitoramento das métricas ficará a cargo da empresa de pesquisa de mercado IRI a fim de fornecer informações para os anunciantes.

Se compararmos a arrecadação do Google (buscador) e do YouTube com anúncio em 2017, é possível entender perfeitamente a razão de tais esforços da empresa. Enquanto o buscador teve uma arrecadação de US$ 95,4 bilhões em 2017, a companhia de análise de mercado Nomura Instinet estima que o YouTube arrecadou somente US$ 12,8 bilhões (a Google não revela números oficiais de receita de publicidade do YouTube).

Atualmente, o YouTube é o segundo site mais acessado do mundo, segundo o Alexa, atrás apenas do Google.

Cupons de desconto TecMundo: