O presidente da Google Sundar Pichai se reunirá na próxima sexta-feira (28) com legisladores do Partido Republicano, nos Estados Unidos, a fim de prestar esclarecimentos sobre negócios e censura envolvendo a sua companhia. A reunião acontece em meio a uma série de críticas recebidas pela Gigante da Web por supostamente estar negociando com a China para criar uma versão censurada do buscador para atuar no país asiático.

A confirmação de que o principal executivo da empresa aceitou falar com as autoridades vem semanas após a Google não enviar um representante de alto escalão para conversar com a comissão de inteligência do Congresso dos EUA. Na ocasião, a empresa mandou o seu diretor jurídico Kent Walker, que foi rejeitado pelos congressistas ávidos por sabatinar Pichai, o que finalmente vai acontecer.

“A Google tem uma série de questões a responder sobre relatos de resultados tendenciosos nas buscas, violações da privacidade de usuário, comportamento anticompetitivo e negócios com regimes repressivos como a China”, informou o líder da maioria no Congresso Kevin McCarthy, do Partido Republicano.

Além da reunião com os deputados republicanos, a presença de Pichai foi confirmada também em uma audiência junto à Comissão Judiciária da casa. O encontro acontecerá logo após as eleições intermediárias de novembro.

Cupons de desconto TecMundo: