Qual é a cidade brasileira com melhor qualidade de conexão 4G? E qual tem a troca de dados mais rápida em 4G? A OpenSignal, firma especializada em mapeamento de cobertura sem fio em todo o mundo, publicou recentemente seu mais novo levantamento, realizado sobre a estrutura tupiniquim. As medições foram feitas entre os dias 1º de maio a 29 de julho deste ano.

Se você acha que a melhor pontuação de disponibilidade de sinal foi para São Paulo o Rio de Janeiro, está enganado. Belo Horizonte foi o único município em todo o País a apresentar percentual superior a 80%. Coincidência ou não, a capital mineira é um dos pólos de tecnologia de informação e concentra um importante “Vale do Silício” nacional, com centenas de startups em ascensão e a sede brasileira da Google.

Goiânia e Salvador são surpresas na lista, com 78% e 77%, respectivamente. Manaus, Brasília e Recife pontuaram acima dos 75% e ficaram ligeiramente acima de São Paulo. O grande destaque negativo fica por conta do Rio de Janeiro, que ficou em último entre as 14 localidades com melhor índice — com 73%.

estudo

De acordo com a pesquisa, isso não significa que no Rio o acesso ao 4G é ruim — até porque a Cidade Maravilhosa ficou bem acima da média de 66,8% no Brasil. A exploração de novas redes construídas no espectro de baixa frequência — como as que a Claro, Tim e Vivo vêm aproveitando, na banda de 700 MHz — permitem melhor propagação e faz com que os sinais LTE percorram grandes distâncias e penetrem em edifícios. E isso deve melhorar em breve o percentual carioca — o que aos poucos acontece em São Paulo também.

E na questão velocidade?

Bem, quando falamos de velocidade de download e upload, a lista muda drasticamente. A cidade com conexão 4G mais rápida constatada na pesquisa foi Porto Alegre, com taxa superior a 25 Mbps, índice quase duas vezes mais rápido do que o mais lento, em Manaus. Brasília ficou em segundo lugar e, diferente do ranking de disponibilidade, a região Nordeste não se saiu muito bem por aqui.

estudo

Manaus, Belém, Fortaleza, Recife e Salvador ficaram abaixo da média nacional de download em 4G, que é de 18,7 Mbps; e da média de upload 4G, de 6,8 Mbps.Rio de Janeiro e Belo Horizonte até conseguiram se destacar, ambos com médias de velocidades de download superiores a 19 Mbps, mas São Paulo ficou aquém dessa marca.