Você já ouviu falar de Mesh WiFi? Também chamadas de “redes em malha”, elas prometem acabar com os pontos sem conexão em sua casa por ter pontos, ou nós, espalhados pela residência que vão cobrir a área com uma espécie de “colcha de retalhos” de internet sem fio. Para saber mais sobre esse sistema, acesse nossa matéria clicando aqui.

A WiFi Alliance vai permitir que você instale pontos de conexão em uma mesma malha usando dispositivos de fabricantes diferentes

Pois bem, uma das limitações encontradas nas redes em malha é que, até então, é necessário adquirir um sistema inteiro de uma mesma fabricante para instalar essa rede em sua casa. Existem produtos disponibilizados pela Google, pela Linksys e outras marcas, mas é necessário comprar tudo de um só fornecedor para ter um Mesh WiFi funcionando perfeitamente.

Descentralizando

Acontece que agora a WiFi Alliance, um consórcio responsável por criar e manter os padrões de conexão de internet sem fio, está lançando o WiFi EasyMesh, que vai permitir que você instale pontos de conexão em uma mesma malha usando dispositivos de fabricantes diferentes, desobrigando o usuário a comprar um sistema completo apenas de uma única marca. Dispositivos que se tornarem compatíveis com esse novo padrão vão poder ser usados livremente com aparelhos de outras fontes.

Os dispositivos da casa vão se conectar ao ponto mais próximo com o sinal mais forte

Atualmente, se você comprar um sistema Google WiFi, por exemplo, só poderá expandi-lo com outros pontos do Google WiFi. Agora, com o novo padrão da WiFi Alliance, se a Google adicionar a compatibilidade WiFi EasyMesh, a configuração atual do Google WiFi poderá funcionar com qualquer outro nó que seja compatível com o EasyMesh.

Um comanda, os outros obedecem

O padrão WiFi EasyMesh vai considerar um dos dispositivos como a central – que gerencia e coordena a atividade por toda a rede – e os outros como os nós para replicar o sinal sem fio de internet para todos os cantos da casa. Os dispositivos da casa, como laptops, smartphones e eletrodomésticos com Internet das Coisas vão se conectar ao ponto mais próximo com o sinal mais forte.

Agora, é só esperar para ver quais fabricantes vão aderir primeiro ao WiFi EasyMesh para que possamos ter Mesh WiFi com mais facilidade em nossas casas.