De acordo com um novo relatório do BoardGroup, o investimento de grandes empresas de tecnologia nos países nórdicos vem aumentando. Estima-se que Dinamarca, Finlândia, Noruega, Islândia e Suécia vão receber mais de 3,3 bilhões de euros (R$ 13,4 bilhões) em investimentos nos próximos três anos, tudo no segmento de data centers. Segundo o relatório, 49% desse dinheiro deve vir de fora, especialmente de empresas norte-americanas, e o restante de empresas locais que se especializaram em terceirizar a construção e operação desses centros de dados.

Mas por que há tanto interesse na construção de data centers nessa região? A resposta mais óbvia é a questão climática. Por conta do frio, as empresas precisam gastar muito menos com resfriamento dos equipamentos, coisa que, em países como Brasil seria algo impraticável em grande escala.

Estabilidade

Contudo, não é só por isso que a região vem atraindo investimentos de empresas como Google, Apple, Facebook, IBM e outras. A eletricidade por lá é gerada totalmente por represas hidroelétricas ou parques eólicos, o que torna o preço do kWh mais em conta para a indústria. Segundo a BoardGroup, 1 kWh nos países dessa região custa apenas três centavos de euro para essas empresas.

As outras razões para esses países serem uma espécie de paraíso dos data centers é questão político-econômica. Todos eles são bastante estáveis no que diz respeito às suas economias, e previsões indicam que os incentivos fiscais para empresas de tecnologia não devem desaparecer com mudanças de governo. Por fim, outra coisa importante é o fato de a região estar livre de abalos sísmicos, o que pode ser muito prejudicial para esse tipo de negócio.

A Apple está construindo um data center na Dinamarca atualmente, e a Google, por sua vez, foi a primeira grande empresa de tecnologia a se instalar na região. Os investimentos da criadora do Android começaram em 2009, na Finlândia, e seu data center começou a operar em 2011. Hoje, é o mais importante do tipo da Google em toda a Europa.

Cupons de desconto TecMundo: