De acordo com a CEO do YouTube, Susan Wojcick, a partir de agora, os moderadores humanos da plataforma de vídeo poderão assistir a no máximo 4 horas de conteúdo violento ou perturbador por dia durante seus expedientes. Essas pessoas são as responsáveis por encontrar e remover vídeos do YouTube que mostram imagens pesadas que vão contra as regras de publicação da plataforma.

Wojcick revelou a novidade durante uma seção de perguntas e respostas no SXSW, que acontece em Austin, nos EUA nesse momento. O YouTube é uma das plataformas que mais recebe críticas sobre a quantidade de vídeos violentos e de conteúdos “ilegais” que são enviados por criadores e que permanecem publicados. Frequentemente, grandes yotubers ou mesmo pequenos canais aparecem na mídia por terem ido contra as regras do YouTube e, mesmo assim, terem aparecido na capa do site de vídeos.

O YouTube está no processo de contratação de mais 10 mil moderadores humanos para compensar as limitações do seu algoritmo

Wojcick ainda comentou que o YouTube está no processo de contratação de mais 10 mil moderadores humanos para compensar as limitações do seu algoritmo, que identifica automaticamente conteúdo protegido por propriedade intelectual.

Sobre o impacto emocional que moderar vídeos violentos no YouTube pode ter em seus funcionários, a CEO da plataforma de vídeos comentou que, além de limitar o tempo máximo de avaliação desse tipo de vídeo, os moderadores ainda contam com “benefícios de bem estar”. Apesar disso, ela não especificou exatamente o que seriam esses benefícios. “Isso é um problema real, e eu mesma já passei um bocado de tempo assistir a esse tipo de vídeo durante o ano passado. É realmente uma coisa difícil”, comentou.

Cupons de desconto TecMundo: