A Wikimedia Foundation anunciou o encerramento do projeto Wikipédia Zero, iniciativa para oferecer acesso à maior enciclopédia virtual do mundo sem consumir dados da rede móvel dos usuários. A medida funcionava por meio de parcerias com operadoras em vários países, que aceitavam não cobrar pelo acesso de seus clientes ao conteúdo da Wikipédia.

Criada em 2012 para driblar os altos custos dos dados móveis, algo visto como uma barreira para a participação global na Wikipédia, o Wikipédia Zero conta atualmente com a parceria de 97 operadoras em 72 países diferentes, levando acesso gratuito a mais de 800 milhões de pessoas. A Wikimedia Foundation anuncia, então, que não serão acrescentadas novas parcerias em torno do projeto e que as já existentes serão desfeitas ao longo de 2018.

E a grande razão para essa decisão vem da queda de interesse no programa identificada de forma mais acentuada a partir de 2016, fruto das “mudanças aceleradas da indústria mobile, bem como das alterações dos custos dos dados móveis”, informa a organização em comunicado publicado em seu blog oficial.

Criada em 2012, Wikipédia Zero conta com parceria de 97 operadoras em 72 países.

Os responsáveis pela enciclopédia livre afirmam ainda terem conduzido estudos para identificar outras barreiras para o acesso a ela. Surpreendentemente, uma delas foi o fato de que muita gente sequer sabe da existência da plataforma fora da Europa e da América do Norte. Para resolver essa questão, foram tomadas iniciativas como a parceria com astros da indústria de cinema da Nigéria, a Nollywood.

“Esses sucessos nos deram diversas ideias de para onde devemos levar as nossas parcerias a seguir, e, ao longo deste ano, exploraremos outras maneiras de ampliar as descobertas feitas em nossas pesquisas e no programa Wikipédia Zero para direcionar o trabalho futuro com parceiros”, informa a organização.

Atualmente, a Wikipédia é o quinto site mais visitado do planeta, segundo o Alexa, atrás apenas de Google, YouTube, Facebook e Baidu.

Cupons de desconto TecMundo: