A primeira grande besteira da internet em 2018 começa a ser combatida pelo YouTube. O chamado de “Desafio do Sabão”, ou, na versão original, “Tide Pod Challenge”, viralizou nas últimas semanas com diversos vídeos no YouTube mostrando pessoas tomando cápsulas sabão líquido.

Isso é tão absurdo quanto parece e, segundo o site da Time, a Associação Americana de Centros de Controle de Envenenamento já registrou 39 casos de adolescentes consumindo o produto. E os centros de controle de envenenamento não registram isso à toa: as tais cápsulas de sabão têm, sim, conteúdo venenoso.

Apesar de parecer pouca coisa apenas 39 casos de envenenamento por consumo de sabão (acidental ou não), a mesma associação registrou apenas 53 casos durante todo o ano de 2017. Ao longo de 2016, foram apenas 39 casos, ou seja, a marca foi igualada em menos de três semanas em 2018.

Tide PodsNão coma sabão.

A justificativa do YouTube para remover os vídeos é clara: ele viola as suas diretrizes. “As Diretrizes de Comunidade do YouTube proíbem conteúdo cuja intenção é encorajar atividades perigosas com inerente risco de dano físico”, informou a plataforma em comunicado ao site Fast Company. “Nós trabalhamos rapidamente para remover vídeos sinalizados que violam as nossas políticas.”

Já a Procter & Gamble, proprietária da marca Tide e fabricante das cápsulas de sabão líquido, garante estar “trabalhando junto com as redes sociais para remover conteúdo prejudicial que não é consistente com as suas políticas”. Além disso, a empresa fala o óbvio: “as cápsulas são feitas para limpar roupas. Não se deve brincar com elas, independente da circunstância, nem mesmo como piada.”

Então, por favor, não comam cápsulas de sabão nem qualquer outro produto de limpeza, mesmo que eles pareçam apetitosos.

Cupons de desconto TecMundo: