Depois de soltar um comunicado de repreensão, o YouTube tomou medidas mais drásticas contra o criador de conteúdo Logan Paul. O jovem é um dos youtubers mais bem pagos do mundo e foi duramente criticado por postar um vídeo em que aparece encontrando um corpo na "floresta do suicídio", no Japão.

Segundo o site The Hollywood Reporter, foram duas as punições. A primeira é o congelamento de projetos envolvendo o criador de conteúdo na plataforma YouTube Red, que é o serviço pago e com programas originais na plataforma (ainda não disponível no Brasil). Ele também será removido do elenco de séries em que atualmente atua, como a comédia "Foursome".

A segunda é a retirada de seu canal do programa Google Preferred. Esse é uma espécie de hall da fama comercial, em que apenas 5% dos youtubers participam e permite acesso direto de grandes marcas aos canais para venda de publicidade.

O canal de Logan Paul continua funcionando normalmente, recebendo anúncios por fora e estourando em visualizações, o que já garante uma boa verba para o youtuber. O clipe na floresta de Aokigahara foi removido, mas se disseminou pela rede mesmo após um pedido de desculpas. O astro tem como público majoritariamente crianças e foi criticado não só pelo conteúdo pesado em forma de caça-cliques, mas por tratar o tema suicídio de forma desrespeitosa e sem dar a devida importância.