Se você é fã da franquia 007, deve imaginar que ser um agente secreto britânico seja o sonho de muita gente. Na vida real, porém, a coisa parece não ser bem assim. A GCHQ, agência de vigilância digital do Reino Unido, tem encontrado dificuldades em contratar novos agentes, e os responsáveis por isso seriam as gigantes da tecnologia.

Segundo reportagem do Business Insider, possíveis recrutas têm preferido trabalhar em empresas como Apple, Google e Facebook. De acordo com um relatório da GCHQ, profissionais especializados em segurança e cibersegurança chegam a receber salários até cinco vezes maiores nessas companhias, uma justificativa bastante plausível para a optar por elas.

Entre 2015 e 2016, o recrutamento da agência especializada em segurança digital sofreu uma queda de 22%. A intenção, porém, é intensificar o processo a fim de dar conta da crescente ameaça de ações de hackers estrangeiros e, para isso, a agência espera terminar 2018 com 110 funcionários especializados no recrutamento (em junho de 2016 eram apenas 51).

Não é difícil imaginar a razão pela qual grandes empresas de tecnologia buscam espiões: além de se proteger de hackers e da espionagem industrial, elas também costumam investir na espionagem de rivais. Mas quem sabe o glamour de ser um agente secreto britânico ainda possa ser um diferencial no século 21.

Cupons de desconto TecMundo: