O jovem youtuber mexicano Juan Luis Lagunas Rosales, mais conhecido pelo canal El Pirata de Culiacán, foi encontrado morto na cidade de Culiacán, México, após publicar um vídeo no qual fazia provocações a um conhecido traficante mexicano. Rosales morreu com pelo menos 15 disparos de armas de fogo, informam as autoridades locais.

Morador do estado de Sinaloa, um dos mais violentos de todo México, o rapaz de apenas 17 anos ganhou notoriedade ao publicar vídeos nos quais aparecia bebendo uísque, tequila e outras bebidas alcoolicas. Apesar de a idade mínima para se beber no país norte-americano ser 18 anos, o jovem astro da internet mexicana não se importava com isso e reunia mais de 1 milhão de curtidas em sua página do Facebook e mais de 300 mil seguidores no Instagram.

Apesar de ter apenas 4 mil inscritos, o seu canal no YouTube soma mais de 750 mil visualizações, o que dá uma ideia do alcance de suas publicações. Em uma delas, porém, Rosales achou que seria uma boa ideia gravar um vídeo no qual ele “apunhalava” Nemesio Ocegera Cervantes, mais conhecido com “El Mencho”, um dos principais traficantes do México e considerado o líder do cartel de Jalisco conhecido como New Generation.

De acordo com o site El País, o jovem ainda teria dito “El Mencho que chupe o meu p**”, o que provavelmente contribuiu para a ira do narcotraficante. Na última segunda-feira (19) a conta veio de forma absolutamente trágica: uma festa na qual Rosales bebia com amigos foi invadida por homens armados, que dispararam contra o youtuber pelo menos 15 vezes.

A polícia local investiga o caso e ainda não confirma que o assassinato ocorreu em decorrência das provocações feitas pelo youtuber, mas ela trabalha com essa linha de investigação, afirma o El País. A publicação lembra que, apenas em 2017, 12 jornalistas foram assassinados no México por defenderem a liberdade de expressão, ressaltando o nível intenso da narcoviolência no país.

Cupons de desconto TecMundo: