Nesta segunda-feira (15), a Interactive Advertising Bureau (IAB), associação voltada para assuntos relacionados à publicidade online, se opôs ao plano de adoção de domínios com qualquer terminação proposto pela Internet Corporation for Assigned Names and Numbers (ICANN). A instituição alega que a liberação para a criação de domínios relacionados a nomes de empresas, por exemplo, poderia causar danos financeiros incalculáveis para os proprietários das marcas.

Os dois motivos apontados pela IAB são a elevação dos custos para os anunciantes e a extorsão de dinheiro das empresas por parte de pessoas mal-intencionadas que comprariam os domínios. Além disso, a associação explica que esses mesmos “posseiros cibernéticos” poderiam denegrir o nome das marcas para conseguir verba de concorrentes ou das organizações agredidas.

Segundo o informativo da Interactive Advertising Bureau, com a aprovação desse plano poderiam surgir sites com domínio .coke, .jetblue, .cnn, .facebook ou .verizon, por exemplo.

"A mudança importante da ICANN parece ter sido feita em uma câmara fechada. Ela não parece ter passado por nenhuma pesquisa de impacto econômico, sem ter sido debatida entre os plenos interessados e com pouca preocupação ao delicado equilíbrio do ecossistema da internet", comentou Randall Rothenberg, CEO e presidente da IAB, em comunicado à imprensa.

"Isso pode ser desastroso para os proprietários das marcas que representamos e com os quais trabalhamos. Esperamos que a ICANN reconsidere tanto a decisão precipitada como o processo pelo qual ela foi atingida", complementou Rothenberg.

Cupons de desconto TecMundo: