O Airbnb é um dos mais famosos serviços de aluguéis temporários de imóveis e quartos ao redor do mundo, mas, além de servir como ponto de encontro entre hóspedes e donos de imóveis, a plataforma vem sendo usada por criminosos para lavagem de dinheiro. De acordo com reportagem do site The Daily Beast, criminosos russo elaboraram um esquema no qual usam a rede para dar aspecto legal a dinheiro sujo.

A publicação cita informações da empresa de segurança Digital Shadows, que descobriu a prática. De acordo com o vice-presidente de estratégia da companhia Rick Holland, os criminosos usam fóruns da deep web para angariar usuários do Airbnb dispostos a entrarem no esquema.

Eles utilizam contas legítimas ou então perfis roubados para fazer reservas de quartos e casas e realizar pagamentos. O anfitrião que aceita participar do golpe fica com um tanto do dinheiro pago e devolve outra parte para os criminosos, que conseguem dessa forma dar saída para parte do dinheiro de origem ilegal sem perder grandes quantias.

Verificação do Airbnb

O curioso é que o Airbnb conta com um sistema de identificação de usuários que solicita, entre outras coisas, uma cópia de algum documento legal, como carteira de motorista ou documento de identidade. Diante do panorama apresentado pela Digital Shadows, fica o questionamento sobre o quão efetivo é, de fato, esse sistema de identificação da plataforma de aluguéis temporários.

Sobre o caso, o Airbnb afirmou contar com “um sistema de detecção em tempo real que avalia toda e qualquer reserva no Airbnb de forma antecipada”. A companhia garantiu ainda usar análise preditiva e aprendizagem de máquina em “modelos que avaliam de forma instantânea centenas de sinais para sinalizar e interromper qualquer atividade suspeita”. Em suma, um conjunto de algoritmos que faz todas essas avaliações.

Apesar de todo esse aparato tecnológico, os criminosos russos (e sabe-se lá quantos outros) não aparentam ter muitos obstáculos para usar o Airbnb para lavar dinheiro sujo.