"Fake News" foi escolhida como a palavra do ano pelo dicionário inglês da editora Collins — mesmo que não seja uma palavra e, sim, uma expressão. O termo "Fake News" ("Notícias falsas") nasceu com Donald Trump, presidente dos EUA, usado para caracterizar veículos de mídia que "atacavam" o candidato na época — obviamente, atacavam na suposição de Trump.

Além de Fake News, outras palavras entraram no dicionário e foram finalistas na escolha da palavra do ano:

  • Echo-chamber (Câmara de eco): "é uma descrição metafórica de uma situação em que informações, ideias ou crenças são amplificadas ou reforçadas pela comunicação e repetição dentro de um sistema definido"
  • Antifa: "movimento contra qualquer forma de autoritarismo, fascismo e nazismo".

Ano passado, a palavra do ano foi "Brexit", que definiu a saída do Reino Unido da União Europeia.

Cupons de desconto TecMundo: