Não é de hoje que fala no lançamento de um serviço de streaming por parte de algumas emissoras brasileiras, como SBT, Rede TV! e Record. Ao que tudo indica, a Record entrará sozinha no setor e prepara a sua própria plataforma, um projeto que vem sendo tratado internamente como “Netflix da Record”.

De acordo com o site Notícias da TV, o serviço funcionaria aos moldes do Globo Play, o serviço de streaming da Rede Globo, e cobraria assinaturas de seus clientes. O valor pago mensalmente daria aos assinantes a possibilidade de assistir pelo PC ou por aplicativos praticamente todo o acervo da emissora — menos a novela Os Dez Mandamentos, de 2013, maior sucesso empresa até agora, mas com direitos de transmissão por streaming negociados com a Netflix.

Atualmente, a Record conta com o R7 Play, um serviço pago que oferece o acervo da companhia e também materiais publicados exclusivamente para a internet por meio do YouTube. Caso a “Netflix da Record” saia do papel, esse serviço será integrado à nova plataforma, unificando tudo em um único espaço.

Conteúdos bíblicos da emissora não seriam oferecidos na nova plataforma de streaming, mantendo foco no Univer, serviço sob demanda da Igreja Universal

Executivos da emissora estudam a possibilidade de oferecer formatos licenciados, como os reality shows A Fazenda e Dancing Brasil, no serviço de streaming. A nova ferramenta de vídeo sob demanda da Record estará disponível no PC, mas também com aplicativo para smartphones, tablets e smart TVs.

Além da novela Os Dez Mandamentos, outras produções bíblicas da emissora não serão oferecidas na “Netflix da Record”. Isso porque o foco delas é o Univer, o serviço de streaming da Igreja Universal, outro empreendimento de Edir Macedo, dono da Record.

Cupons de desconto TecMundo: