Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, pediu desculpas por qualquer divisão que a rede social tenha causado entre as pessoas. De acordo com a Reuters, a especulação é que o CEO tenha comentado sobre as últimas eleições norte-americanas, que terminaram com Donald Trump vitorioso.

"Para aqueles que machuquei este ano, peço perdão e vou tentar ser melhor. Para as formas como o meu trabalho foi usado para dividir as pessoas em vez de nos unir, peço perdão e vou trabalhar para melhorar. Que todos estejamos melhores no ano que vem, e que todos vocês estejam inscritos no livro da vida", escreveu Zuckerberg, citando o Yom Kipur, uma data importante para o judaísmo.

Investigadores tentam entender melhor o papel da rede social nas eleições de 2016 nos EUA

O CEO do Facebook não detalhou sobre essa divisão no texto, contudo, vários veículos de mídia dos EUA notaram que a divisão comentada é a política. É notório que, após a massificação do Facebook, sociedades em diversas partes do mundo acabaram acirrando as diferenças políticas.

Além disso, o Facebook está ajudando investigadores a entenderem melhor o papel da rede social nas eleições de 2016 nos EUA — acredita-se que o site ajudou na eleição de Donald Trump por meio de propagandas pagas.

printPost

Cupons de desconto TecMundo: