Pesquisadores da Universidade de Washington criaram uma forma automática de animar retratos de uma pessoa, em questão de segundos, com base em centenas de imagens capturadas anteriormente. O software é capaz de simular o envelhecimento e a mudança de expressão no rosto.

Em parte, os pesquisadores foram inspirados pelos vídeos de lapso de tempo, muito populares na internet. Nesses, os usuários tiram fotos diariamente e, depois, usam um software de edição para alinhar e organizar essas imagens cronologicamente, resultando em um vídeo que demonstra mudanças graduais na fisionomia. A diferença é que, com o trabalho dessa pesquisa, o processo será realizado de maneira muito mais ágil e menos trabalhosa, além de fornecer um efeito muito mais suave de transição ente os quadros.

O projeto compartilha os mesmos princípios de um trabalho anterior da Universidade de Washington, capaz de reunir imagens de prédios e monumentos das diversas fotografias de turistas disponíveis na internet para recriar a cena em 3D de uma determinada região. Na época, esse projeto serviu de base para o Photosynth, da Microsoft. Com rostos humanos, muitas dificuldades são adicionadas, como o fato de eles estarem em movimento e envelhecerem ao longo do tempo.

Mais informações podem ser encontradas na página do projeto.

Cupons de desconto TecMundo: