Um artista conservador norte-americano teve sua conta no Facebook desativada após uma série de ataques feitos contra o fundador da rede social, Mark Zuckerberg. Sabo, dono da finada página UnsavoryAgents, espalhou pôsteres na Califórnia com os dizeres “F*uck Zuck 2020”, substituindo o “U” da palavra fuck por uma mão mostrando o dedo do meio, em referência às supostas alegações de que o CEO do Facebook teria pretensões de concorrer à presidência norte-americana nas próximas eleições.

Segundo o aviso dado pelo Facebook para o artista, sua página foi tirada do ar por conter discurso de ódio, o que vai contra as políticas da plataforma. Sabo foi xingar muito no Twitter em protesto contra o que considerou censura por parte da rede social de Zuckerberg, alegando perseguição por causa das críticas feitas ao CEO devido à sua suposta posição política.

Discurso de ódio

Não ficou claro se a página do artista foi tirada do ar especificamente apenas por causa de sua intervenção com os pôsteres ou por alguma postagem específica feita na página, visto que suas críticas ao posicionamento político de celebridades e outras personalidades são carregadas de discursos violentos e, como ele mesmo confessa, “politicamente incorretos”.

Sabo também já fez críticas firmes à Google por ter demitido o funcionário que se manifestou contra as políticas inclusivas da empresa e a outras personalidades como Hillary Clinton, Leonardo di Caprio, Cher etc. O Facebook não se pronunciou oficialmente sobre o ocorrido.

Cupons de desconto TecMundo: