Ainda em fase Beta, o Google Music é uma das últimas novidades no que diz repeito a streaming de músicas online. A gigante da internet oficializou o lançamento da versão de testes do Music durante a conferência Google I/O 2011, que aconteceu em maio deste ano. O que deixou muitos usuários transtornados é que o sistema de música através da nuvem foi liberado apenas para os Estados Unidos.

Quando alguém de fora tenta acessar a página do serviço, a mensagem “Music Beta is currently only available in the United States” (O Music Beta está disponível apenas para os Estados Unidos) é mostrada na tela.

Apesar desse bloqueio, existem algumas maneiras de solicitar convite e acessar as funcionalidades da ferramenta oferecida pela Google. O Tecmundo preparou este rápido tutorial a fim de mostrar ao usuário todos os passos necessários para abrir que as portas do Google Music.

Pré-requisitos

Uma das ferramentas necessárias para contornar o bloqueio regional imposto pela Google é um serviço de proxy. O usuário pode utilizar qualquer site do gênero, desde que ele aceite cookies. Uma opção é o Texas Proxy, o qual foi utilizado ao longo do artigo e não apresentou nenhum problema.

Além disso, é preciso ter uma conta cadastrada na Google. Se você utiliza serviços como Gmail e Orkut, pode utilizar o mesmo nome de usuário e senha para solicitar um convite para o Google Music. Caso ainda não tenha feito nenhum tipo de cadastro nos serviços da gigante da internet, clique aqui e veja como é simples.

Faça você mesmo

O Texas Proxy pode parecer um pouco confuso à primeira vista, mas além de ser eficiente, o serviço é bem fácil de usar e sua interface não é muito poluída com propagandas e banners. O primeiro passo na solicitação de um convite do Google Music é inserir o endereço http://music.google.com no campo presente na página e clicar em “Surf!”.

Espere alguns instantes até que o redirecionamento da página aconteça e a tela inicial do Google Music seja mostrada. Agora é só inserir o nome de usuário e senha da sua conta no Google e clicar em “Sign in”.

A próxima etapa consiste em solicitar de fato o convite para participar do Music. Para isso, basta clicar em “Request invitation” e aguardar até que o email com os passos para acessar o serviço de música na nuvem seja enviado para a sua caixa de entrada.

Vale lembrar que os convites estão sendo liberados à conta-gotas. Dessa forma, pode ser que demore alguns dias, ou até semanas, para que o email do Google Music chegue à caixa de entrada da sua conta.

O Google Music

A ideia de música na nuvem não é tão nova no mercado. A Amazon possui um serviço de funcionamento semelhante, chamado de Cloud Player. A principal diferença entre as duas ferramentas é que a da Google permite que cada usuário armazene certa de 20 mil músicas nos servidores da companhia, podendo acessá-las a partir de qualquer navegador ou smartphone com Android.

O planejamento inicial da Google para o Music visava o lançamento de uma versão bem robusta do serviço, o qual iria permitir também a compra de singles e álbuns pela internet. Porém, a resistência das grandes gravadoras em investir na ferramenta forçou a empresa a mudar um pouco a estratégia principal.

A ausência da funcionalidade de compra poderia deixar o serviço da Google atrás do concorrente Cloud Player, não fossem algumas funções diferenciadas, como o Instant Mix. Esse recurso possibilita que o usuário aproveite uma lista de reprodução inteligente a partir de algumas previamente escolhidas.

(Fonte da imagem: Vídeo de reprodução do YouTube)

Para gerenciar a biblioteca, a Google disponibiliza aplicativos para Windows, Mac OS e Linux, o último lançado recentemente. Além disso, os usuários do Android 2.2 (ou superior) já tinham à disposição um aplicativo para o SO mobile alguns minutos após o lançamento oficial do Music.

Por que usar?

A grande vantagem em utilizar um serviço ao estilo do Google Music é a portabilidade. O usuário tem acesso às músicas a partir de qualquer máquina com conexão à internet ou mesmo pelo celular. Tudo o que ele precisa fazer é acessar a ferramenta utilizando um nome de usuário e senha.

(Fonte da imagem: Vídeo de reprodução do YouTube)

Tudo o que você precisa fazer é enviar os arquivos de áudio para os servidores da Google e ouvir as músicas a hora que desejar. O legal é que isso permite também liberar o espaço em disco ocupado pelas músicas e usá-lo com outros tipos de arquivos.

.....

Enquanto o Google Music não é liberado nos demais países, utilize a estratégia mostrada acima para ficar por dentro das maravilhas que o serviço oferece. Vale lembrar que o convite pode demorar um pouco para ser enviado ao seu email. Além disso, não se esqueça de sempre utilizar o site de proxy para acessar o conteúdo da ferramenta de música na nuvem do Google.

Cupons de desconto TecMundo: