Hoje em dia, as informações podem atravessar o mundo para chegar em sua casa, e tudo isso é feito através de cabos submarinos enormes que conectam continentes e países. Sobre cada um deles existem curiosidades e histórias interessantes que você possivelmente não sabia!

Confira agora oito curiosidades incríveis sobre redes submarinas.

1) Criação

As linhas de redes submarinas nasceram em 1854, com o primeiro cabo telegráfico cruzando o Atlântico e ligando a ilha de Terra Nova, no Canadá, à Irlanda.
O navio que lançou a fiação foi o HMS Agamemnon.  Porém, a primeira transmissão de dados foi feita apenas quatro anos depois.

2) Positivo e operante

Não, os tubarões não estão comendo a internet, pelo menos segundo o Comitê Internacional de Proteção dos Cabos (International Cable Protection Committee).
Sim, existe um comitê exclusivamente para cuidar desses objetos tão frágeis.
Durante o período de 2007 a 2014, nenhuma falha relacionada a esses animais foi registrada. Porém, atividades de pesca e ancoragem feitas por humanos foram responsáveis por 75% de todas as falhas dos cabos submarinos.

3) Duração tão grande quanto o tamanho

Essa fiação submarina tem uma vida útil longa! O tempo de existência que podem alcançar é de 25 anos. No entanto, alguns podem durar mais ainda caso haja poucos danos em sua estrutura.

4) Viajando para a lua

Imenso! Esta é a palavra que define o comprimento do cabo mais longo. A rede submarina chamada SEA-ME-WE-3 mede cerca de 39 mil km, conectando 33 países em quatro continentes. Com todo esse tamanho, ela equivale a cerca de 10% da distância entre a Lua e a Terra.

5) Tráfego intenso

Segundo o relatório sobre a Confiabilidade da Infraestrutura Global de Comunicações por Cabos Submarinos de 2010, quase 100% de todo o tráfego global entre continentes proveniente de comunicações eletrônicas são feitos por meio da infraestrutura desses fios.

6) Pinguins desconectados

Sim, ainda hoje a Antártida é o único continente que não está conectado por cabos submarinos. Isso é devido ao movimento das placas de gelo, que chegam a até 10 metros de deslocamento por ano, e também ao fato de a população do local ser espalhada geograficamente. Então, por ser um ambiente desafiador para a fiação, melhor deixar pra lá, ao menos por enquanto.

7) Poderoso, porém frágil

Deslizamentos submarinos, fortes correntes e maremotos podem causar danos à fiação debaixo do mar. Casos como esses aconteceram em 2006 na costa de Taiwan e em 2011 na costa do Japão.

8) Teia digital

Embaixo dos nossos mares existem 358 fios de redes subaquáticas que conectam os países e continentes do mundo todo, segundo a base de dados online de cabos submarinos TeleGeography.
Apesar de o número ser menor que os 2,2 mil satélites que estão em órbita, a fiação debaixo da água é tão importante quanto os nossos transmissores espaciais.

...

Quase desconhecida, essa estrutura completa que atravessa oceanos tem grande trabalho ao levar informações importantes para os computadores de todo o mundo. Mesmo tendo grandes desafios em seu caminho, os cabos cumprem suas responsabilidades para nos manter conectados.

Cupons de desconto TecMundo: