Imagem de: TIM compra provedor de bandalarga por US$1 bi

TIM compra provedor de bandalarga por US$1 bi

2 min de leitura
Avatar do autor

Reuters. Por Alberto Alerigi Jr. - O grupo de telefonia TIM Participações fechou acordo para comprar a empresa de telecomunicações da elétrica AES no Brasil, Atimus, por cerca de 700 milhões de euros (1 bilhão de dólares), reforçando sua infraestrutura nas importantes regiões metropolitanas de São Paulo e Rio de Janeiro.

A Atimus, dividida em AES EP Telecom e AES Com Rio, tem operações em 21 cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, oferecendo serviços de Internet e banda larga por meio de uma rede de fibra óptica de 5,5 mil quilômetros com capacidade de 0,6 terabyte.

A expectativa é que o negócio seja concluído no quarto trimestre e gere economias de 1 bilhão de reais ao longo de três anos, afirmou a TIM.

"A AES EP Telecom e a AES Com Rio são provedoras de infraestrutura e soluções para comunicação de alta performance, que atendem os principais municípios das regiões metropolitanas do Rio de Janeiro e de São Paulo, abrangendo um mercado potencial de aproximadamente 7,5 milhões de domicílios e mais de 500 mil empresas", afirma a TIM em comunicado ao mercado.

Sob os termos do negócio, a Atimus ficará abaixo da unidade TIM Celular. A Atimus é controlada pela Brasiliana, que por sua vez é detida pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e pela norte-americana AES.

Os valores de avaliação das duas empresas foram definidos como 1,128 bilhão de reais para a totalidade das quotas da AES EP Telecom e 473 milhões de reais pela totalidade das ações da AES Com Rio.

A aquisição da Atimus ocorre depois que a TIM comprou a operadora de telefonia de longa distância Intelig em 2009, em meio a uma estratégia para obter reduções de custos e mais capacidade por meio da operação de infraestruturas próprias de fibra óptica. Acontece também depois que a Brasiliana anunciou em maio deste ano que estava avaliando uma venda da AES EP Telecom e da AES Com Rio.

Segundo a AES Eletropaulo, a operação deve gerar um impacto positivo de aproximadamente 450 milhões de reais no lucro líquido da companhia se for concluída no quarto trimestre.

Antes de ser adquirida, a Atimus tinha um plano de investimento de 400 milhões de reais até 2015. No primeiro trimestre, a companhia teve lucro líquido de 18,3 milhões de reais e receita líquida de 56,4 milhões. O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) da empresa no período foi de 34,9 milhões de reais, com margem de 62 por cento.

Categorias

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
TIM compra provedor de bandalarga por US$1 bi