O grupo hacker LulzSec Brazil continua agindo. Depois de derrubar sites governamentais, eles invadiram servidores de vários setores de governos estaduais e até mesmo federal para mostrar que têm muito mais poder do que alguns imaginavam. Agora os focos dos ataques foram dados pessoais da presidente Dilma Rousseff e do prefeito da cidade de São Paulo, Gilberto Kassab.

Entre os dados estavam os números de telefones, CPF e PIS dos políticos, além de informações menos sigilosas, como data de nascimento e escolaridade. Por algum tempo as informações foram contestadas, mas logo a assessoria de imprensa de Kassab confirmou a veracidade de alguns dados, lamentando o ocorrido.

Mais ataques à Petrobras

Após relatos de que o LulzSec estava utilizando apenas ataques DoS (negação de serviço) nos servidores da Petrobrás, o grupo voltou a atacar e dessa vez mostrou que consegue realmente invadir e roubar informações. Prova disso são os vários documentos postados no site do grupo brasileiro, revelando dados de login e códigos de funcionários da empresa de petróleo.

De acordo com o SERPRO (Serviço Federal de Processamento de Dados), nenhum dado sigiloso foi realmente divulgado, pois o grupo LulzSec Brazil não conseguiu realmente invadir nenhum servidor. Pelo Twitter, os hackers se manifestaram contrários à afirmação e prometeram divulgar ainda mais dados sobre membros do governo e de órgãos relacionados.

Cupons de desconto TecMundo: