A internet se tornou uma ferramenta essencial para diversas pessoas, estejam elas em casa, no trabalho ou na escola. Porém, caso o Ministério da Educação ou o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) não liberem os recursos orçamentários que estão previstos para este ano, algumas universidades e institutos federais podem sofrer as consequências de serem “desplugados”.

Segundo informações divulgadas pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), os gastos anuais do órgão são de R$ 250 milhões, mas no último ano o valor do orçamento que seria repassado em 2016 caiu para R$ 136 milhões. Agravando ainda mais o problema, foi mencionado que até o momento a verba em questão ainda não foi liberada.

Os gastos anuais do órgão são de R$ 250 milhões, mas no último ano o valor do orçamento que seria repassado em 2016 caiu para R$ 136 milhões

“Do custo anual, cerca de 51% é gasto com conectividade, e dentro disso os maiores custos são as conexões do interior. No momento, estamos tocando com sobras de caixa de 2014. A partir de setembro, se nada mudar, teremos que começar a proceder com as desconexões”, comentou Michael Stanton, diretor de pesquisa e desenvolvimento da RNP.

Por conta dessa possibilidade, o Conselho de Administração da RNP já recebeu a proposta para começar a cortar gastos que são feitos com mais ou menos 20 universidades do interior. Estas utilizam conexões de 1 Gbps, e os centros em questão exigem investimento de R$ 500 mil cada apenas neste quesito.

Problema do corte de verba pode afetar os serviços de internet de 739 universidades e institutos federais

Problema pode ser maior

Se num primeiro momento a situação de cortar as conexões de cerca de 20 universidades parece algo ruim, uma carta enviada pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e pela Academia Brasileira de Ciência (ABC) ao ministro Gilberto Kassab revelou que tal cenário pode ser ainda pior e chegar a 739 universidades e institutos federias de ensino.

Outro detalhe mencionado na comunicação é o fato de que já haviam acontecido alguns cortes em 2015, o que ocasionou a suspensão de conexões a novos campi.

Em um discurso feito na última segunda-feira (1º) em comemoração aos 50 anos da Finep, Kassab lamentou a diminuição dos recursos, além de ressaltar que a questão do orçamento da RNP será “o tema da rodada de solicitação de créditos” a ser realizada em data que ainda vai ser definida.

“O MCTIC considera que os repasses financeiros a serem efetuados ainda em 2016 permitirão a continuidade dos projetos em andamento. Logo, não haverá prejuízos para as universidades e demais instituições atendidas pela rede”, diz um comunicado emitido pelo MCTIC. Da parte do MEC, houve a menção de que a liberação de recursos está acontecendo normalmente, e a verba destinada ao RNP é de R$ 100 milhões.

Cupons de desconto TecMundo: