Há muitos robôs que tentam imitar pequenos animais fofos como cachorrinhos ou ursinhos. Esqueça isso! Um dos bichos mecatrônicos mais legais que já surgiram no mundo é um réptil rastejante. Exatamente, estamos falando de uma cobra robótica chamada Modular Snake Robot, que imita desde o formato até a movimentação de suas fontes de inspiração.

Todos os robôs da série “Modular Snake Robots” apresentam muito mais funções do que se espera de uma simples cobra robótica. Segundo o site oficial do projeto (desenvolvido por pesquisadores da Universidade de Carnegie Mellon, Estados Unidos), cada robô consegue realizar as seguintes funções:

  • Progressão linear: arrastar-se em linhas planas;
  • Movimentação lateral: imita as técnicas de fuga utilizadas por cobras reais;
  • Deslocamento para escaladas: elas podem “quebrar” partes do corpo para transpor obstáculos;
  • Rolamento: similar à movimentação linear, mas menos agressivo;
  • Natação: equipada com proteção impermeável, pode ser utilizada em lagos e rios;
  • Escalada de canais internos: com a movimentação do corpo, consegue subir canos e tubos;
  • Escalada de canais externos: enrolando-se nos canos ou troncos, escala objetos cilíndricos pelo lado externo;
  • Movimentação em beiradas: pequenos espaços não são um obstáculo à altura das Modular Snake Robots.

Tudo isso só é possível porque as cobras robóticas são criadas com “vértebras” que permitem a independência de cada setor. Assim, elas podem utilizar a força de seus motores para imitar as características físicas dos animais. Em suas devidas proporções, as Modular Snake Robots conseguem imitar quase todas as técnicas de sobrevivência das cobras.

Ampliar (Fonte da imagem: CMU Biorobotics Lab)

No vídeo que ilustra esta notícia, você pode ver um pouco desse funcionamento. E se quiser conhecer cada detalhe do projeto, acesse a página oficial do Modular Snake Robots. Em pouco tempo, você vai perceber que as cobras robóticas realmente conseguem atingir locais que nenhum humano ou outra máquina poderia alcançar.

Por enquanto, elas ainda não apresentam possibilidade de controle remoto ou bateria, por isso os comandos e a energia elétrica utilizada para movê-las são oriundos de cabos ligados às extremidades das cobras.

Fonte das imagens: CMU Biorobotics Lab

Quando puder ser controlado à distância e for livre de conexões elétricas, os Modular Snake Robots serão ainda mais impressionantes. Com a adição de câmeras, os robôs poderão ser utilizados para filmar situações de conflito, como sequestros ou ameaças de bombas em ambientes de difícil acesso, sendo verdadeiras máquinas militares.

Cupons de desconto TecMundo: