“Mães solteiras e jovens, decidimos criar essa página para apoiar e dar voz a todas as mães solteiras que sofrem com o abandono/preconceito” é o que diz a descrição do perfil da página “Diário de Uma Mãe Solteira”, que tem causado repercussão e discussão no Facebook.

A ideia é basicamente expor e discutir as dificuldades enfrentadas por mulheres que educam seus filhos sem a ajuda do pai e que, muitas vezes, passam por situações de humilhação quando procuram trabalho, quando namoram ou quando são julgadas abertamente em eventos sociais e familiares.

Um caso recente chamou a atenção, depois de uma mulher perder emprego por ser mãe solteira. A conversa, de acordo com a administração da página, que esclareceu o caso nesta publicação, foi enviada pela filha da trabalhadora, que enviou os prints do diálogo à administração da página. Veja:

De acordo com a publicação, muitas pessoas estão se oferecendo para contratar a mulher que perdeu a oportunidade de trabalho pelo simples fato de ter três filhos e não ser casada. “Queria agradecer a todos que ofereceram ajuda, vocês são a prova de que ainda existem pessoas boas nesse mundo”, diz a publicação.

Infelizmente, a equipe da página não conseguiu contatar a mulher em questão, que não quis que sua identidade fosse revelada. Ainda assim, vale a reflexão sobre o tema: você acha que estado civil deveria ser critério de contratação? Percebe que esse tipo de exigência acontece muito mais com mulheres do que com homens? Como você se sente a respeito desse tipo de discriminação?

Via Mega Curioso.

Cupons de desconto TecMundo: