Pesquisadores da universidade de Canterbury, na Nova Zelândia, desenvolveram um robô que pode escalar paredes com facilidade, graças a um método que usa jatos de ar supersônicos para criar um vácuo que prende o objeto à superfície.

O robô pode andar sobre paredes lisas como vidro e madeira sem perder força, nem mesmo enquanto atravessa os segmentos em tijolos ou frestas entre portas. A máquina usa o princípio de Bernoulli para gerar força ascensora, diferente de produtos similares que usam a sucção para conseguir o mesmo efeito.

Esquema do pivô (Fonte da imagem: Divulgação Spectrum.ieee)

O protótipo usa jatos de ar a velocidades que chegam à Mach3 (três vezes a velocidade do som) soprados através de minúsculas aberturas de um pivô, criando uma área de baixa pressão diretamente abaixo do suporte. A pressão atmosférica faz o restante do trabalho, empurrando o pivô contra a superfície.

A vantagem desse método em relação à sucção é que o objeto fica pairando sobre a superfície a uma distância minúscula (25 μm) sem jamais tocar nela, permitindo que o robô ande livremente sem gerar atrito. O principio de Bernoulli já foi usado em ferramentas desse tipo antes, mas como o jato era mais fraco, a força gerada nunca foi o suficiente para suportar o peso de um robô inteiro.

Os primeiros produtos a usarem a tecnologia serão destinados a tarefas de inspeção no setor industrial. Portanto, teremos de esperar um bom tempo até termos máquinas que escalem nossas paredes e deixem nossas janelas brilhando.

Cupons de desconto TecMundo: