Ciente de que a Internet das Coisas está se tornando cada vez mais importante para o mundo dos negócios, a Microsoft anunciou na última sexta-feira (28) uma série de soluções voltada a essa área. O objetivo da empresa é simplificar processos e tornar a área acessível a um número maior de companhias.

Entre as novidades apresentadas está a IoT Central, nova oferta de software-como-serviço (SaaS) que reduz a complexidade de soluções de IoT. Construída a partir do Azure, a ferramenta tem o objetivo de facilitar processos de desenvolvimento, o que resulta em uma agilização no começo da utilização de novos recursos.

“Esta nova oferta SaaS IoT tem o potencial de aumentar drasticamente a velocidade com que as indústrias podem inovar e trazer novos produtos para o mercado, além de reduzir as barreiras à criação de soluções IoT que geram novas oportunidades de receita e melhores experiências para os clientes”, afirma a Microsoft.

Segundo a empresa, mais detalhes sobre a IoT Central vão ser divulgados publicamente nos próximos meses. Os interessados na nova solução já podem acompanhar seu processo de desenvolvimento e ficar por dentro de novidades através de uma inscrição realizada em seu site oficial.

Soluções Azure

A Microsoft também oferece soluções como a Azure IoT Suite Connected Factory, que acelera a jornada de clientes rumo à Indústria 4.0 e facilita a conexão de dispositivos locais OPC UA e OPC Classic. Além de facilitar a obtenção de insights pela nuvem Azure, a solução permite configurar e gerenciar com segurança dispositivos conectados à internet.

Já o Azure Time Series Insight é um serviço de análise, armazenamento e visualização que permite gerenciar facilmente eventos relacionados a dispositivos com soluções da Internet das Coisas. O objetivo é permitir que empresas encontrem anomalias e tendências por conta própria, dispensando a contratação de parceiros ou especialistas acostumados à análise desses dados.

Disponível de forma prévia, o Azure Stream Analytics em dispositivos de ponta permite que desenvolvedores e ISVs construam e implementem facilmente inteligência de gateway adaptada a cenários específicos. A abordagem adotada possibilita que organizações usem análises de fluxo contínuo em situações nas quais a conectividade com a nuvem é limitada ou inconsistente.

Por fim, a companhia também anunciou o Azure IoT Hub Device Provisioning, que simplifica o registro de dispositivos de forma segura e escalável, resultando na economia de tempo e recursos. A novidade acompanha um aplicativo cliente que permite uma conectividade facilitada com dispositivos baseados no sistema operacional Windows 10.

Novos padrões de segurança

Todas as novidades anunciadas pela empresa são complementadas pelo suporte a padrões de segurança Device Identity Composition Engine (DICE) e Hardware Security Module (HSM).  Na prática, isso deve garantir uma maior segurança a empresas e consumidores, que se tornam menos vulneráveis a ataques remotos e acessos não autorizados.

A Microsoft também estabeleceu parcerias com a Micron, STMicro e Spyrus de forma a aumentar a segurança em dispositivos de armazenamento SD e USB. A companhia apresentou todas essas novidades a seus clientes e ao público durante a feira de Hannover, evento que aconteceu entre os dias 23 e 27 de abril deste ano.