A inteligência artificial avança com passos tímidos dentro do nosso cotidiano. Porém, parece que os investimentos nesse segmento acaba de invadir um espaço que até então ainda permanecia complemente dentro do domínio do ser humano: a transmissão da previsão do tempo nos noticiários televisivos.

A inteligência artificial batizada de Xiaoice, criada pela Microsoft para interpretar condições climáticas, foi utilizada de forma experimental em um jornal chinês para divulgar a previsão do tempo. O resultado é espantoso já que, além de transmitir com fidelidade dados complexos da previsão, a IA conseguiu se comunicar de forma bastante fluida e praticamente humana. Em uma escala de interpretação linguística, a Xiaoice alcançou a pontuação de 4,32 em 5. Geralmente, o ser humano atinge a média de 4,76 na mesma métrica. Confira o vídeo logo abaixo:

Mas o que assusta, na verdade, é o fato de a inteligência artificial ter substituído um ser humano para transmitir as informações do tempo. Seria esse o fim da carreira do profissional que fazia isso até então? Provavelmente não, mas é difícil negar que a Xiaoice literalmente "roubou a vaga" de uma pessoa com suas capacidades impressionantes de interpretar e transmitir informações. E com uma vantagem: a incapacidade de errar, exceto quando ela for programada para isso – ao menos é isso o que defende aqueles que apoiam a inteligência artificial.

Wikipédia utilizará inteligência artificial para detectar edições ruins.

Será que já está na hora de a Maju, a apresentadora da previsão do tempo no Jornal Nacional, da Globo, procurar um novo emprego? E qual será o próximo posto que a inteligência artificial vai substituir? Será que falta muito tempo para que as máquinas dominem completamente o nosso mundo? Deixe a sua opinião no campo dos comentários!

Você acha que no futuro seremos dominados pelas máquinas com inteligência artificial? Comente no Fórum do TecMundo!

Cupons de desconto TecMundo: