Muito tem se falado sobre carros autônomos e outras tecnologias de assistência aos motoristas. Por mais que ainda estejamos longe de qualquer carro independente, há bastante avanço nessa área. Um bom exemplo disso está na Mitsubishi Electric, subsidiária da Mitsubishi Group. A empresa desenvolveu um sistema que usa a tecnologia de aprendizado profundo dos computadores para detectar esses momentos de distração do motorista e emite um alerta, na esperança de evitar colisões ou tragédias piores.

A companhia acredita que esse é o primeiro sistema no mundo desse tipo, capaz de analisar informações referentes ao carro (velocidade, mudanças de direção) e os padrões de comportamento do motorista (frequência cardíaca e direção da cabeça) para predizer possíveis ações. A tecnologia compara os dados atuais com os que seriam considerados “ideais” em dada situação, e determina se a diferença entre as duas informações é aceitável ou se há riscos potenciais e se o condutor deve ser alertado.

Como a máquina processa simultaneamente tanto os dados passados quanto os possíveis dados futuro, ela já foi capaz de otimizar suas predições de erros que motoristas cometeriam em cerca de 66% por cento, em comparação com outros algoritmos da empresa. A Mitsubishi Electric vai mostrar mais a respeito do sistema durante a Tokyo Motor Show 2015, evento da indústria automotiva que começa amanhã na capital japonesa.

No futuro, você quer andar em um veículo autônomo ou pretende conduzir seu próprio carro? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: