Parece uma cena de filme: robôs equipados com IA (Inteligência Artificial) e criados pelo homem começam a se rebelar e destruir a humanidade por considerá-la perigosa demais. A descrição faz lembrar produções como “O Exterminador do Futuro” (cujo novo filme pode estrear em 2015) e alguns realmente temem que esse tipo de cenário possa se tornar realidade. Uma dessas pessoas é ninguém menos que o bilionário Elon Musk.

O diretor-executivo e fundador da Tesla Motors já havia manifestado seus temores em relação a esse assunto. Agora, através do Twitter, Musk disse que deveríamos ter muito cuidado com a IA e que ela é potencialmente mais perigosa que armas nucleares.

Ele também fez menção a um livro de Nick Bostrom, intitulado “Superintelligence”, que discute exatamente essa temática: um futuro em que máquinas podem superar o ser humano em inteligência e acabar destruindo a humanidade. A leitura, segundo ele, vale a pena.

A Inteligência Artificial não é exatamente uma novidade, mas, para entendê-la melhor, é bom saber o que ela significa exatamente. O futuro imaginado pelos filmes ainda parece estar distante da nossa realidade, mas é bom seguirmos o conselho de Musk e mantermos os olhos bem abertos sobre esse assunto, já que temos motivos suficientes para temermos a IA.

Cupons de desconto TecMundo: