Na opinião de Yves Jacquier, diretor executivo de produção da Ubisoft, os consoles da próxima geração terão os sistemas de inteligência artificial como grande foco, em vez da parte gráfica. Para o executivo, o principal responsável por essa mudança de foco foi o Nintendo Wii, aparelho que é prova de que é possível vender bem mesmo sem visuais de última geração.

“A IA sempre foi o verdadeiro campo de batalha”, afirmou ele em entrevista ao site GI.biz. Segundo Jacquier, o desenvolvimento de games para a atual geração é limitado pela baixa capacidade do PlayStation 3 e Xbox 360. “É um desafio para os engenheiros obter bons gráficos e inteligência artificial adequada (...) com pouca quantidade de memória e processamento.”

Apesar de acreditar que tais limites não existirão mais na próxima geração – ou, pelo menos, serão bem expandidos – o executivo ponderou que gráficos funcionam muito bem como peça de marketing para um novo aparelho por serem um fator visual. “Mas qual é o valor de se fazer algo mais realista e com animações melhores se a inteligência artificial é pobre?”, questiona.

A Ubisoft pretende investir cerca de US$ 1 milhão nos próximos cinco anos para pesquisas na área do desenvolvimento de games. Em uma parceria com a Universidade de Montreal, o foco da empresa é buscar novas formas de se criar jogos e maneiras diferentes de se pensar sobre o mercado.

Via Baixaki Jogos

Cupons de desconto TecMundo: