Acompanhando uma diminuição nas vendas dos PCs tradicionais, os lucros da Intel também sofreram uma redução este ano em comparação a 2014. Segundo o relatório fiscal relacionado ao terceiro trimestre de 2015, divulgado esta semana pela empresa, seus lucros foram reduzidos em 6,3% quando analisado o mesmo período do ano anterior.

Entre os fatores que impediram a situação de se tornar desastrosa está o aumento no preço de chips e na demanda por computadores com dimensões maiores. Com isso, a companhia, que ainda tem como sua principal força a produção de processadores para máquinas tradicionais, teve resultados acima das previsões dos analistas de mercado.

Apesar da esperança de que o Windows 10 ajude a aumentar a demanda por PCs, isso ainda não surtiu efeitos sobre a Intel, que recentemente começou a enviar sua linha de CPUs Skylake às fabricantes do mercado. “Apesar das instabilidades macroeconômicas, há sinais de que o mercado de PCs está começando a estabilizar”, afirmou Brian Krzanich, executivo-chefe da companhia.

Segundo a Intel, os carregamentos de chips para desktops caíram 15% neste ano, enquanto os produtos para notebooks sofreram redução de 14%. No entanto, um aumento médio de 15% nos preços cobrados pela companhia ajudou a compensar a redução das unidades enviadas ao mercado — algo que também foi ajudado pela redução de subsídios dados a empresas que produzem dispositivos híbridos.

Cupons de desconto TecMundo: